Blog do Roberto Ventura

Jornalista, radialista, Pós-Graduado em Assessoria de Comunicação  e Marketing, Comentarista e Analista Político da Rádio AG em FM.

Roberto Ventura

Não se pode subestimar a capacidade e astúcia do prefeito Areski Freitas

Prefeito Areski Freitas

Com o aproximar das eleições municipais, cresce a bolsa de apostas nesse ou naquele candidato nos famosos ‘senadinhos” espalhados pelas cidades. É assim em todos os municípios brasileiros e, em União dos Palmares, não é diferente.

É público e notório que a “campanha” já começou na terra de Zumbi dos Palmares, ao menos para alguns pré-candidatos. O tema preferido dos que almejam ascender a prefeitura tem sido o desgaste do atual prefeito Kil Freitas. É apostando nesse desgaste que muitos pretensos candidatos têm saído às ruas apregoando como mote de campanha as falhas da administração municipal.

Em uma pesquisa realizada que já faz um ano e quatro meses, - portanto caduca -, o prefeito teria 74% de reprovação popular, ou seja um índice muito alto em termos políticos. E é baseado nessa reprovação, que esses postulantes à sucessão municipal têm apostado todas as suas fichas.

Porém, vale salientar que, as pesquisas retratam a situação de momento, ou seja, ela é estática, a tendência só é mostrada depois de várias pesquisas respeitando certo intervalo de tempo. Ela fornece informações pertinentes no exato momento em que é realizada. Em uma disputa eleitoral o ambiente é profundamente dinâmico e passível de transformações radicais em um curto espaço de tempo. Levando-se em consideração que essas pesquisas foram realizadas a dezesseis meses, é evidente que a situação hoje pode estar diferente, tanto para mais como para menos.

Apesar de tudo o que foi aqui exposto, não se pode subestimar a competência, a capacidade, a habilidade política do prefeito Areski Freitas. Que os pretensos candidatos e "analistas políticos" de plantão não se esqueçam e nem subestime o prefeito Kil, porque ele tem uma poderosa ‘arma na mão’ que é a ‘máquina pública' e poderá usá-la de todas as maneiras para negociar, decidir e, com isso, reverter o quadro político que hoje lhe é desfavorável e, assim, angariar simpatizantes e, consequentemente, votos.

Kil Freitas pode - e evidentemente fará - acordos, lotear cargos, meios para melhorar a infraestrutura, a saúde pública, a educação, e com a pulverização de candidatos oposicionistas, ele pode, tendo a caneta e o poder de mando como fortes aliados dá, quem sabe, uma reviravolta na atual situação e passar por cima dos que almejam comandar a prefeitura palmarina.

É claro que os fanáticos e parasitas de plantão, patrocinados por alguns pré-candidatos, levados pela paixão, emoção e submissão, podem até discordar dessa linha de raciocínio, mas essa é a pura verdade dos fatos. Não quero dizer com isso que Kil Freitas será eleito, pois não tenho o poder da vidência. Tudo isso são análises e dados técnicos baseadpos na aual conjuntura política palmarina.

O prefeito Areski Freitas tem na verdade o poder de barganha, e como a política é dinâmica, ele pode sim, dar a volta por cima e conseguir seu intento que é permanecer no comando da administração municipal na terra de Zumbi dos Palmares.

Detalhe importante é que, somente com um acordo entre as oposições, - o que não é nada fácil  devido a prepotência, arrogância e egoísmo de alguns desses pretensos candidatos -, entre aqueles que desejam e fazem oposição política a atual administração, com a união inclusive de desafetos, unindo-se aos iniciantes na política, pode assim, derrotar de vez, às pretensões de Kil Freitas, de continuar na hegemonia política palmarina.

Entretanto, caso se confirme a pulverização de candidatos, aumentam aa chances de sucesso isso de Areski Freitas nas eleições vindouras. 

Política - União dos Palmares

Comentários