Rodrigo Cunha

Natural de Arapiraca-AL, é graduado em Direito pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e pós-graduado em Gestão Estratégica Empresarial, pelo Instituto Superior de Línguas e Administração, em Lisboa, Portugal e em Direito do Consumidor pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). Foi superintendente do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL).

novas conotações

Novos movimentos na política: a mudança pelo coletivo

Seja pelo baixo sentimento de representatividade ou pela luta contra a corrupção, o fato é que as pessoas estão se engajando em um processo de mudança

POR: Rodrigo Cunha
Rodrigo Cunha explica novo projeto
Junior Alexandre/ 7 Segundos

O envolvimento na política tem ganhado novas conotações nos últimos anos. Seja pelo baixo sentimento de representatividade ou pela luta contra a corrupção, o fato é que as pessoas estão se engajando em um processo de mudança nesse cenário e estão dispostas a se unirem em torno de causas maiores através da política.

Os protestos de junho de 2013, a revolta com os altos custos da Copa do Mundo no Brasil e a corrupção escancarada pela Lava Jato deram vazão para que movimentos políticos organizados fossem criados. Ao contrário do que ocorreu na década de 1980, onde sindicatos e movimentos sociais de esquerda foram a voz que acabou desembocando no surgimento de partidos políticos, esses novos engajados são de diversas profissões, com pensamentos plurais e buscam a transformação de diversas maneiras.

Um caso muito interessante é o Politize, que se auto denomina como uma “rede de pessoas e organizações comprometidas com a ideia de levar educação política para cidadãos de todo o Brasil”. Divididos em três funções principais: aprendizado, inspiração e o ensino, eles estão transformando o conhecimento na política em algo aberto, didático e esclarecedor. Através da sua plataforma, qualquer indivíduo pode ter acesso a e-books, vídeos, testar seus conhecimentos com o aplicativo politiquiz ou até mesmo levar o conhecimento para a sala de aula com jogos e dinâmicas de educação política.

Há também outras iniciativas que vão além da conscientização e estão encorajando pessoas a entrarem de fato na política ou dando maior suporte para os que já fazem parte. São os casos da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), a qual faço parte; os movimentos Agora e Acredito; e o Renova BR. Eles possuem regras e propostas diferentes e quero em meus próximos posts explicar melhor cada um.

Desde o início do meu mandato desenvolvemos o projeto Deputado por um dia, onde semanalmente cidadãos de todas as partes do estado acompanham nossas atividades no parlamento a fim de entender melhor o que se passa na Casa Tavares Bastos. Isso promove uma aproximação das pessoas com a política, por enxergarem de dentro como são realizadas nossas ações.

Rodrigo Cunha

Veja Também

Comentários