Rodrigo Cunha

Natural de Arapiraca-AL, é graduado em Direito pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e pós-graduado em Gestão Estratégica Empresarial, pelo Instituto Superior de Línguas e Administração, em Lisboa, Portugal e em Direito do Consumidor pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). Foi superintendente do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL).

Rodrigo Cunha

Política como exercício da cidadania

POR: Rodrigo Cunha
Cidadania

Agora que as eleições municipais de 2016 passaram, os brasileiros podem se concentrar no presente que lança as bases para o futuro. O atual quadro político ainda está bastante “contaminado” com as turbulências sofridas ao longo do ano. Em Alagoas, após campanhas muito acirradas, o resultado das últimas eleições mostraram que os novos gestores terão um desafio grande pela frente.


Para além do viés ideológico, o que cada um pode fazer é fiscalizar os novos prefeitos e vereadores. É exercer seu papel cidadão de forma ampla e irrestrita. A campanha que lançamos durante o período eleitoral, denominada “Eu Eleitor”, teve uma enorme ressonância junto à sociedade. As redes sociais registraram uma adesão recorde, com alcance de 1 milhão de pessoas, mais de 17 mil curtidas e quase mil comentários, só no Facebook.


Nosso objetivo era fazer com que cada eleitor pesquisasse o histórico dos seus candidatos, assim como as suas propostas de campanha, antes de decidir cada voto. Isso significa responsabilidade com o que pode acontecer no futuro, caso o prefeito ou vereador escolhido não corresponda às expectativas. É uma forma ativa de participar da política, mesmo não sendo político.


Aqui nesse espaço, vamos comentar questões relacionadas às políticas públicas, ao papel de fiscalizador que todos nós temos que exercer e a condução do nosso mandato na Assembleia Legislativa de Alagoas. É também uma chance de tornar mais próximo o diálogo com a população de Arapiraca e de todo o nosso Estado, que acesse o portal 7 Segundos e busca se informar sobre as boas práticas na política.


Aqui vamos prestar contas e pedir sugestões dos leitores, mas também vamos opinar e buscar trazer novidades sobre os direitos e deveres dos cidadãos que ajudam a eleger e por isso mesmo têm a obrigação de acompanhar o que cada representante faz em seu município, Estado ou na esfera federal. Conto com todos vocês, a partir de agora nesse novo espaço dedicado aos princípios da transparência e da democracia.  

Eleições eleições 2016 exercício da cidadania Política Rodrigo Cunha

Comentários