Brasileirão

STJD não aceita pedido do CSA para impugnar jogo contra o Flamengo

Presidente da entidade, Paulo César Salomão Filho enxerga que lance é interpretativo e não há erro por parte do árbitro

POR: Terra
CSA perde para o Flamengo em Brasília
Folhapress

O terceiro tempo entre Flamengo e CSA teve um fim. Nesta sexta-feira, o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD), Paulo César Salomão Filho, indeferiu o pedido de impugnação de partida feito pelo CSA. Em seu despacho, o presidente destacou a falta de condição exigida pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva para a iniciativa de anulação da partida.

O confronto terminou 2 a 0 para o Flamengo, no Mané Garrincha, em Brasília, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Mas depois do duelo, o CSA alegou erro da arbitragem em não marcar um pênalti a favor da equipe alagoana e encaminhou ao STJD. Depois da análise, o Tribunal indeferiu o pedido e ressaltou que o lance foi interpretativo.

powered by Rubicon Project

- Com efeito, não há na exordial apresentada pelo clube impugnante nem mesmo menção à qual regra ou norma teria sido violada pelo árbitro da partida, tudo a corroborar a completa inadequação da via eleita pelo clube - disse o presidente.

RELEMBRE O LANCE: 

A polêmica aconteceu ainda no primeiro tempo. Aos 31 minutos, após um bate e rebate na área do Flamengo, Apodi finalizou, e a bola bateu no braço de Willian Arão. O árbitro Douglas Maques teve auxílio do VAR, analisou as imagens e, depois de cinco minutos, mandou o jogo seguir. Ele entendeu que não existiu a penalidade.

O responsável pelo VAR no estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral, que também pertence ao quadro da Federação Paulista de Futebol.

brasileirão CSA flamengo

Veja Também

Comentários