Brasileirão

Pato se comove com torcedor no Rio e o presenteia com camisa do São Paulo

Em vídeo publicado pelo clube, atacante recebeu cartaz de criança antes de enfrentar o Flu. Além disso, imagens destacam discurso de Hernanes e curiosidade sobre o pênalti

POR: Terra
Alexandre Pato, atacante do São Paulo
Reprodução/SPFCTV

O São Paulo divulgou nesta segunda-feira o vídeo com os bastidores da vitória por 2 a 1, sobre o Fluminense, no último sábado, no Maracanã. Nas imagens, que mostram a delegação desde a saída até a volta ao hotel, é possível ver a comoção de Alexandre Pato com uma criança que o presenteou antes de entrar no ônibus, o forte discurso de Hernanes no vestiário e a revelação de uma pequena "disputa" para saber que bateria o pênalti decisivo.

Logo no início do vídeo, Pato aparece recebendo das mãos de uma criança um cartaz com dizeres e desenhos em sua homenagem. O garoto se emocionou e começou a chorar, relatando que seu pai é torcedor do Tricolor paulista e queria uma camisa do clube para poder presenteá-lo. Após o triunfo sobre o Flu, o atacante, comovido com a situação, incumbiu o companheiro Reinaldo de entregar o manto ao menino.

- Para mim é emocionante ter torcedores aqui no Rio, ter uma criança que me comoveu, ele trouxe um cartaz para mim, estou levando ele embora, prometi que iria dar a camisa pra ele, estou com ela. Todo jogador sonha em transmitir um pouco de carinho, de emoção, e acho que quando você recebe isso de volta dos torcedores, é emocionante - declarou o camisa 7 à SPFCTV.No entanto, as emoções do vídeo publicado não ficaram apenas entre o garoto e Pato, mas também no discurso de Hernanes para o grupo momentos antes de entrar em campo no Maracanã. O meio-campista chamou a atenção para a responsabilidade de cada um ao defender o São Paulo e como todos são importantes para o time, bem como aconteceu contra a Chapecoense.

- Todo mundo é importante, quem está começando e quem está no banco, lembrar do jogo passado, decidiu quem veio de fora, todo mundo é importante, todo mundo ligado, concentração - discursou o "Profeta" antes de completar:

- Deixa eu fazer uma pergunta: tem alguém forçado para estar aqui ou foi forçado a vestir essa camisa? Não, né? Estamos aqui porque nós escolhemos, e o mais importante de tudo, a gente queria estar aqui. Então a gente tem que ser responsável pelas escolhas, o que significa que uma vitória só não basta, não é suficiente, vamos jogar com a mesma humildade, com a mesma dedicação, e sabendo sempre que todo mundo é importante, quem vier de fora, vai decidir, todo mundo é importante aqui, está ouvindo? Quero todo mundo junto - finalizou o camisa 15.

Outra curiosidade foi em relação ao pênalti que decidiu a vitória são-paulina. Antes da cobrança, Raniel pediu para que Reinaldo o deixasse bater, no entanto, por ordens vindas do banco, o lateral-esquerdo foi o escolhido para converter a cobrança decisiva. Nada que tenha estremecido as relações no elenco, pelo contrário, como os próprios personagens relatam.

- O Raniel ficou pedindo para bater e sempre que o centroavante pede para bater eu deixava, mas aí o professor Cuca falou que era para eu bater - revelou o camisa 6 tricolor.

- Queria bater o pênalti sim, mas a gente respeita a opção do professor, não tem nada de vaidade, todo mundo é um grupo, Reinaldo bateu e fez o gol, graças a Deus. Então é só comemorar, porque a vitória foi muito importante - confirmou Raniel.

O São Paulo terá um longo período até voltar a campo, já que o confronto diante do Athletico-PR, antes marcado para o próximo final de semana, foi adiado por conta da viagem do time paranaense para disputar a Copa Suruga. Assim, o Tricolor paulista só joga no dia 10 de agosto, às 17h, no Morumbi, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2019.

brasileirão Fluminense Pato São Paulo

Veja Também

Comentários