Brasileirão

Ralf salva atuação sofrível, e Corinthians bate Vasco

Timão venceu em casa e subiu na tabela

POR: Terra
Ralf celebra o gol do Corinthians
Artur Bragança/Agência F8 / Estadão Conteúdo

Apesar da atuação sofrível na manhã desse domingo, o Corinthians arrancou uma vitória importantíssima em cima do Vasco, frente a 37.360 torcedores na Arena de Itaquera, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol do jogo foi marcado por Ralf, o herói improvável.

Fábio Carille voltou a apostar em Ramiro e Sornoza, e sem Vagner Love, suspenso, deu sequência a Mauro Boselli. Em campo, porém, nada funcionou bem até o intervalo.

Com o Vasco de Vanderlei Luxemburgo também em dia de pouca inspiração, o futebol praticado na Zona Leste paulistana esteve longe de apresentações já protagonizadas pelas duas equipes na história do futebol brasileiro.

Ricardo Marques Ribeiro acabou sendo o grande destaque anular um gol contra por impedimento e depois mudar tudo. Chamado para assistir o replay, o árbitro mineiro percebeu que não havia impedimento, mas mudou de ideia quanto a disputa de bola e assinalou falta de Manoel.

Ainda que a Fiel tenha evitado vaias ao fim da etapa inicial, o treinador corintiano percebeu que precisava agir e sacou Ramiro para a entrada de Jadson. Na prática, não se viu melhora alguma.

Pelo contrário, o Vasco se soltou e chegou a balançar as redes em gol de Werley, anulado com o auxílio do VAR. Pouco depois, Cássio saiu mal da meta e se viu aliviado ao assistir a bola sair pela linha de fundo.

O 'castigo' a Mateus Vital, então, acabou. Carille colocou o jovem na vaga de Sornoza e lançou o time ao ataque, mantendo apenas Ralf na contensão do meio de campo.

Sustos à parte, um minuto após a substituição o Corinthians reagiu aos 12 minutos. Ralf iniciou tudo e apareceu na entrada da área para dominar a segunda bola. O volante tabelou com Boselli e emendou uma bomba rasteira de fora da área.

Gol. E só. O jogo voltou ao seu marasmo e manteve o número alto de erros, principalmente nos passes e nas decisões tomadas pelos atletas. Nem mesmo a parada para hidratação ajudou a melhorar.

Nos minutos finais, o Vasco pressionou, Cássio teve trabalho, inclusive com uma defesa a queima roupa já nos acréscimos, e o VAR voltou a agir ao anular um gol de Jadson por impedimento de Clayson no início da jogada.

Mas, nada que impedisse a festa dos corintianos nas arquibancadas. Afinal, o Corinthians foi a 38 pontos com um jogo a menos que seus rivais na luta por um espaço no G4.

Quarta-feira, o Corinthians visita a Chapecoense no Sul em jogo atrasado pela 21ª rodada com o objetivo de ultrapassar o Santos na tabela. No fim de semana, o desafio será contra o Grêmio, no sábado, também fora de casa.

O Vasco, 13º colocado com 24 pontos pode ajudar o Corinthians nessa missão se vencer justamente o Peixe, desafio de sábado à tarde em São Januário.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data: 29 de setembro de 2019, domingo

Horário: 11h00 (de Brasília)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-FIFA)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG-FIFA) e Ricardo Junio de Souza (MG)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartões amarelos: Boselli, Cássio, Jadson (COR); Raul, Leandro Castan, Pikachu, Danilo Barcelos (VAS)

Público e renda: 37.091 pagantes / 37.360 total / R$ 1.891.029,50

GOL:

Corinthians: Ralf, aos 13 minutos do 2T

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Ramiro (Jadson); Pedrinho, Sornoza (Ralf) e Clayson, Boselli (Gustavo)

Técnico: Fábio Carille

VASCO: Fernando Miguel, Pikachu, Werley, Castán e Danilo; Bruno Gomes, Raul (Marrony) e Marcos Junior (Marquinho); Rossi (Clayton), Ribamar e Talles Magno.

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Corinthians Vasco

Veja Também

Comentários