Brasileirão

Flamengo repudia atos de violência durante o clássico contra o Botafogo

Se o clima ficou quente dentro de campo, as agressões e atos de violência que aconteceram nas arquibancadas e fora do estádio foram repudiados pela diretoria do Flamengo

POR: Terra
Bruno Henrique fez os dois gols da vitória do Flamengo
Diego Maranhão / AM Press & Images / Estadão Conteúdo

Após os atos de violência e barbárie qu marcaram a partida entre Botafogo e Flamengo, na quinta no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro, a diretoria do clube da Gávea se posicionou na tarde desta sexta, repudiando os episódios e agressões sofridas por torcedores dentro e fora do estádio. Por fim, cobrou punição aos responsáveis "pelas cenas de agressão, covardia e vandalismo".

Os confrontos entre torcedores de Botafogo e Flamengo aconteceram antes, durante e depois da partida, e não ficaram restritas aos arredores do estádio. Dentro do Nilton Santos, várias agressões foram registradas nas redes sociais.

Antes do clássico, o clima já era de tensão. Os 3 mil ingressos disponibilizados à torcida do Flamengo foram vendidos em poucas horas e, de acordo com os órgãos de segurança, foram identificados grupos de rubro-negros que planejavam comprar ingressos para setores exclusivos da torcida do Botafogo, aumentando o risco de violência na partida. No total, foram 70 pessoas detidas, confirmou o major Sílvio Luiz, do BEPE, ao LANCE! após o clássico de quinta.

Confira o texto publicado pelo Flamengo nesta sexta-feira:

"O Clube de Regatas do Flamengo repudia os atos de violência praticados na noite de ontem (07.11). É inadmissível a paixão do torcedor perder espaço para a intolerância desportiva, tanto dentro quanto fora dos estádios.

Vestir a camisa do clube que ama não pode ser sinônimo de medo, e sim de orgulho.

O Clube espera que as autoridades competentes identifiquem e punam os responsáveis pelas cenas de agressão, covardia e vandalismo."

Botafogo brasileirão Clássico flamengo

Veja Também

Comentários