Brasileirão

Rafael Tenório fala em traição após saída de Argel no CSA

Presidente do clube condenou a postura do treinador e da direção do Ceará

POR: Smack Neto, 7 Segundos
Rafael Tenório, presidente do CSA
Augusto Oliveira/7 Segundos

A escolha de Argel Fucks em trocar o CSA pelo Ceará, a três rodadas do fim do Brasileirão, pegou a todos de surpresa, incluindo o presidente Rafael Tenório. Em entrevista ao 'Globo Esporte', ele falou em sentimento de traição com a decisão do treinador, tomada após a vitória sobre o Cruzeiro na última quinta-feira (28).

- Eu confesso que não tinha um histórico do Argel. Eu não sabia como era a forma dele trabalhar, mas eu preciso saber agora se o profissional larga um projeto... Eu não conhecia esse perfil de largar o barco faltando praticamente dez dias para o encerramento da competição. Não teria dinheiro no mundo que me fizesse largar o clube numa situação dessa. Primeiro frustrou uma torcida fantástica, frustrou uma diretoria que cumpre rigorosamente com os compromissos assumidos e frustrou uma amizade - explicou o presidente Azulino.

Além do treinador, o dirigente também condenou a atitude do Ceará, que nas palavras dele 'assediou' Argel. Para ele, a abordagem dos cearenses foi 'tão imoral' que o CSA pouco pôde fazer para tentar manter seu profissional.

- Parece que já se tornou uma obsessão, principalmente do presidente do Ceará, o senhor Robinson de Castro, que já vinha assediando o Argel. O assédio foi tão grande e tão imoral que a outra parte não conseguiu resistir a essa transição - concluiu.

 

Argel ceará CSA presidente Rafael Tenório técnico

Veja Também

Comentários