Desvio de R$200 milhões

Intimado, Cícero Almeida deverá prestar esclarecimentos ao STF sobre 'Máfia do Lixo'

POR: 7 Segundos

O deputado federal e ex-prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PMDB) terá que prestar esclarecimentos em audiências sobre a denominada “Máfia do Lixo”, após ser intimado nessa quarta-feira (15) pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O esquema, no qual o deputado é suspeito de envolvimento teria desviado R$ 200 milhões dos cofres públicos municipais no ano de 2005.

A decisão do ministro Dias Toffoli, relator do processo, ressalta que Cícero Almeida deve ser intimado pessoalmente para que compareça às audiências designadas pelo STF. Outras doze pessoas também serão intimadas e ouvidas na mesma ação, todas convocadas pela defesa do deputado. Sendo elas: Carlos Alberto Marques dos Anjos, Carlos Roberto Ferreira Costa, Carlos Roberto Lima Marques, Elionaldo Maurício Magalhães Moraes, Fernando Sérgio Tenório de Amorim, Hiran Calheiros Malta, João Lipo Neto, Luiza Beltrão Soares, Marcelo Henrique Brabo Magalhães, Max Luciano da Rocha Trindade, Niradelson Salvador da Silva e Paulo Valter Gondin.

Suposto esquema

A ação penal com cerca de 200 páginas, informa como acontecia o esquema denominado ‘Máfia do Lixo’. Segundo o processo, o ex-prefeito de Maceió seria um dos beneficiados em um desvio de R$ 200 milhões dos cofres municipais, após a Prefeitura ter firmado contratos tidos como ilegais. Duas empresas de coletas de lixo teriam sido beneficiadas com os contratos que não passaram por licitações.
 

Almeida Cícero Intimação Lixo Lixo Máfia Máfia STF STF

Comentários