Reféns do Medo

Arrastões e agressões: violência faz terminal de ônibus ser desativado a noite

Rodoviários relatam que motorista chegou a ser agredido com um facão

POR: 7 Segundos com TV Ponta Verde
Arrastões e agressões: violência faz terminal de ônibus ser desativado a noite
Reprodução/ Tv Ponta Verde

Rodoviários e passageiros do Village Campestre passaram muito tempo relatando o drama em trabalhar e ter acesso aos coletivos sem um terminal na localidade. Após um longo período de cobranças, a Prefeitura atendeu a solicitação e construiu o terminal, mas o local escolhido apresentava grande registro de violência, com isso, o sonho dos rodoviários e passageiros, apesar de realizado, virou motivo de medo constante. Os relatos de assaltos e até arrastões e agressões se multiplicam e inviabilizam o funcionamento durante o período noturno.

“Recentemente um motorista foi agredido aqui com um facão”. “Dá 18h e ninguém frequenta mais o terminal. Não tem condição sem segurança”. “Insegurança é em todos os horários. Durante o dia a gente ainda enfrenta, a noite ninguém fica mesmo”. Esses são alguns dos relatos de motoristas, cobradores e passageiros que precisam fazer uso do terminal do Village Campestre, que foram colhidos pela reportagem do Jornal do Dia da Tv Ponta Verde.

Diante do medo da violência registrada no local, o terminal é desativado no período considerado de maior risco, após às 18h. Com isso, os rodoviários tiveram que buscar rotas e paradas alternativas para não deixar a população sem acesso aos coletivos. Mas o transtorno gerado é grande e eles cobram policiamento na área.

O Comando da Polícia Militar afirmou, através de nota, que mesmo sem dispor de efetivo suficiente, todos os dias são realizadas rondas na localidade, principalmente, em horários de maior movimentação.
 

agressões Arrastões coletivos desativado medo noite passageiros Rodoviários terminal Village Campestre violência

Comentários