Acidente

Goleiro da Chapecoense amputa uma perna após sobreviver a acidente

Jackson Follmann foi uma das vítimas levadas para hospitais da região de Medellín

POR: Redação, JC Online
Atleta foi um dos 6 resgatados após o acidente
Reprodução/Facebook

Um dos resgatados após a tragédia envolvendo a delegação da Chapecoense durante voo para Medellín, na Colômbia, o goleiro Jackson Follmann teve um das pernas amputadas devido à complicações na tarde desta terça-feira (29). A informação foi confirmada pela imprensa local, que acompanha o atendimento médico ao atleta e a mais dois jogadores do clube catarinense.

 

O pai do jogador de 24 anos, revelou, em entrevista, que sabe sobre as poucas chances de uma pessoa sobreviver a um acidente aéreo e creditou a vida do filho a 'um milagre de Deus'.

Segundo os familiares, em entrevista ao Portal G1, eles souberam do ocorrido após uma ligação da noiva do goleiro. O jogador segue internado num hospital próximo a Medellín.

Acidente

Durante a madrugada desta terça-feira (29), 75 pessoas, entre tripulação, jogadores e profissionais da imprensa, morreram após a queda de um avião que levava a equipe da Chapecoense para disputar pela primeira vez um título internacional.

Seis pessoas sobreviveram à tragédia, três jogadores, um jornalista e duas pessoas da tripulação.

acidente Chapecoense Goleiro tragédia

Comentários