Polêmica

Polícia vai à casa do "BBB 17" ouvir Marcos e Emilly sobre agressão física

POR: Uol Notícias
Polícia determina investigação sobre briga entre Marcos e Emilly
Divulgação

A delegada Marcia Noeli Barreto, chefe da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, contou ao UOL, na tarde desta segunda-feira (10) que a polícia já está na casa do "Big Brother Brasil" nos estúdios Globo, em Curicica, zona oeste do Rio, para ouvir depoimentos de Marcos e Emilly em relação à agressão física dele durante uma discussão com a gaúcha na madrugada de sábado para domingo.

"A delegada Viviane, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá já está na Globo para ouvi-lo e estamos com um perito à disposição para fazer um exame na Emilly. Conseguimos achar um vídeo em que ele aparece segurando o cotovelo e existe uma marca no braço dela. Diante disso, já temos indício. Conseguimos instaurar inquérito. Dependendo do laudo do perito e do que está lá no vídeo, já é uma prova bem contundente e até o fim do dia já teremos uma decisão sobre as medidas protetivas", explicou a delegada.

O participante poderá ser afastado do programa ainda hoje caso a medida protetiva seja tomada e ele tenha que manter uma distância da vítima.

"Não assisto o programa. Vi as questões da violência doméstica, da violência psicológica, dele encurralá-la . Nestas atitudes é uma questão de violência doméstica, mediante a representação, ela teria que vir à delegacia, mas com os vídeos temos provas".

Procurada pelo UOL desde da manhã desta segunda, a Globo ainda não se manifestou sobre o caso.

As medidas protetivas que constam na Lei Maria da Penha podem ser o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima, a fixação de limite mínimo de distância de que o agressor fica proibido de ultrapassar em relação à vítima e a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso. 

Marcos também pode ser proibido de entrar em contato com Emilly, seus familiares e testemunhas por qualquer meio. 

BBB 17 briga Emily e Marcos Polícia

Veja Também

Comentários