acusado de homicídio

Julgamento de ação penal contra João Beltrão acontece nesta terça-feira (17)

Deputado é acusado de ser mandante do assassinato do Cabo da Polícia Militar José Gonçalves

POR: 7 Segundos Maceió
Julgamento do deputado João Beltrão
Ascom TJ/AL

Atualizada às 11h48

Começou por volta das 9h desta terça-feira (17) o julgamento do deputado estadual João Beltrão de Siqueira (PRTB). Ele é acusado de ser o mandante do assassinato do cabo da Polícia Militar (PM) José Gonçalves da Silva Filho, em maio de 1996.

Na sessão, as partes terão direito a uma hora de sustentação oral, cada uma. O Ministério Público Estadual acusa o deputado de ser o mandante do homicídio qualificado, ocorrido no dia 9 de maio de 1996, na pista do Auto Posto Veloz, situado às margens da avenida Menino Marcelo, em Maceió.

Em sua sustentação oral, o procurador-geral de Justiça do MP, Alfredo Gaspar de Mendonça, afirmou que esse é o momento do estado dar a resposta necessária aos que detêm o poder de mando e se acham intocáveis.

"Hoje, o Tribunal de Justiça tem a oportunidade única de julgar aquele que tem prestígio, mas é obrigação do Ministério Público dizer que o tempo da impunidade acabou. O Tribunal de Justiça e o MP não toleram mais que coronéis do passado decidam quem vai morrer e quem vai permanecer vivo", sustentou. 

“Tenho a certeza em dizer hoje, que os senhores não estão em julgamento comum. Estão no julgamento do maior líder do crime organizado de Alagoas, que tem a certeza inteira da impunidade”, complementou Gaspar.

O processo seria julgado no dia 26 de setembro, mas foi retirado de pauta por falta de quórum.

Galeria de Fotos


cabo da PM homicídio João Beltrão

Veja Também

Comentários