troca de tiros

Corpo de traficante morto em operação da PF aguarda liberação no IML de Maceió

Erik Ferraz foi morto após reagir à prisão e trocar tiro com policiais, na última quinta-feira (07)

POR: 7 Segundos
Erik Ferraz foi morto após reagir à prisão
Divulgação PF

O corpo do traficante Erik da Silva Ferraz, morto em confronto policial durante a operação  “Duas Faces”, deflagrada na última quinta-feira (07), em Maceió, continua no Instituto Médico Legal (IML) a espera da liberação. 

O IML aguarda a presença da mãe do traficante com documentos originais para poder iniciar os trâmites de liberação do corpo para sepultamento. Erik Ferraz foi baleado após trocar tiros com a polícia. Ele ainda foi socorrido ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

Foragido da Justiça de São Paulo, Erik utilizava uma identidade falsa com nome de Bruno Augusto Ferreira Júnior e mantinha um pub localizado no bairro de Jatiúca, uma pizzaria no Conjunto Salvador Lyra e uma academia de ginástica na Serraria. 

Operação Duas Faces
A Polícia Federal com o apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar desencadeou na última quinta-feira (07), a “Operação Duas Faces”. Os mandados de busca, apreensão, prisão e condução coercitiva foram cumpridos em Maceió e Barra de Santo Antônio, Litoral Norte de Alagoas. 

Nove mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão e três mandados de condução coercitiva foram cumpridos. Diversos bens foram apreendidos, carros de luxo, embarcações e imóveis de alto padrão. 

Na casa de uma das laranjas, foi apreendida a quantia de 500 mil dólares, que pela forma de acondicionamento indica ter origem no exterior, talvez em contas existentes em paraíso fiscal. 

Erik Ferraz IML operação duas faces

Veja Também

Comentários