Briga Política

Rui acusa Antônio Albuquerque de ingerência no Tribunal de Contas

Gestor alega que presidente do órgão extrapola prazo de emissão de certidão

POR: Esmerino de Lima - Estagiário*
Prefeito Rui Palmeira
Marco Antônio

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), acusa a presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de “prejudicar de forma deliberada” a prefeitura por questões políticas. O discurso do gestor se deu na manhã desta sexta-feira (22) durante uma coletiva de imprensa realizada no PAM Salgadinho, no bairro do Poço, em Maceió.

 De acordo com Rui Palmeira, são empréstimos de 400 milhões de reais que vão ser usados nos projetos “De Frente para a Lagoa” que deve beneficiar a orla lagunar, e “Nova Maceió” que deve melhorar o saneamento básico do município.

Rui disse que esteve com a presidente há 30 dias e ela garantiu a certidão, dizendo que Maceió tem regularidade fiscal, mas infelizmente o Tribunal se nega a publicar essa decisão.

O gestor acusa o deputado Antônio Albuquerque (PRTB) pela demora para a liberação da certidão. “Se dependesse da presidente Rosa Albuquerque diria que ela já teria feito isso, mas – infelizmente - todo mundo sabe que quem manda na presidência do Tribunal é o deputado Antônio Albuquerque e ele é o responsável por essa certidão estar empacada", ressaltou.

Segundo o prefeito, as certidões normalmente seriam expedidas em 24h ou 48h e que lamentavelmente Maceió vem sendo prejudicada por questões políticas. Rui afirma ainda que vem buscando essas certidões há aproximadamente 80 dias e que elas deverão garantir empréstimos à Prefeitura.

Rui Palmeira finalizou a coletiva afirmando não ter dúvidas de que esse é um problema político, devido as eleições 2018.

Antônio Albuquerque Política Rui Palmeira TCE

Veja Também

Comentários