400 milhões

Rui diz que entrará hoje com mandado de segurança contra TCE

POR: 7Segundos
Prefeito voltou a cobrar certidão do TCE
Cortesia

O imbróglio para a publicação da certidão que libera o empréstimo no valor de R$ 400 milhões solicitados pela Prefeitura e que aguarda decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) parece estar longe do fim. O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), afirmou na manhã desta quarta-feira (03) que deve entrar com mandado de segurança ainda hoje para garantir a liberação da verba.

O anúncio foi feito durante visita às obras de pavimentação de 25 ruas no bairro Santa Lúcia. “Nossa ideia é entrar com ação hoje. Assim que for definido com qual desembargador vai cair essa ação, obviamente farei uma visita ao desembargador, ao lado do procurador-geral, vamos levar um memorial constando todas as informações para que o desembargador faça seu melhor juízo de valor e possa, se entender desta forma, auxiliar o município, já que a certidão é nada mais do que uma formalidade e lamentavelmente estamos a cem dias com essa certidão parada esperando a boa vontade da presidente do TC”, relatou Rui.

O prefeito enfatizou não ter tido problemas com presidentes anteriores do Tribunal em relação a certidões semelhantes, citando Fernando Toledo e Otávio Lessa. “Hoje nós temos parado no Tesouro Nacional mais de 400 milhões de reais em investimentos, sobretudo nas regiões mais pobres da cidade, que dependem dessa simples certidão que lamentavelmente não é emitida pela presidência do TC”, lembra o gestor.

Educação
O prefeito negou a realização de concurso na área de Educação em 2018, mas que afirmou que nos primeiros três meses do ano o município deve nomear 50 concursados e aumentar esse número até atingir o total de 500 no fim do primeiro semestre.

Eleições 2018
Sobre sua suposta candidatura ao governo do estado, Rui relatou que em janeiro irá intensificar conversas com partidos e presidentes de partidos, além de parlamentares e prefeitos, até tomar uma decisão e lembrou que em caso de candidatura o prazo de desincompatibilização é até o dia 07 de abril.

Galeria de Fotos


400 milhões certidão mandado de segurança Rui Palmeira TCE

Veja Também

Comentários