Maceió

MP deve instaurar inquérito para apurar atraso na liberação de corpos no IML

POR: 7Segundos
Ministério Público do Estado de Alagoas
Cortesia

Atualizada às 17h03

O Ministério Público Estadual enviou nota à imprensa informando que a 62ª Promotoria deve instaurar inquérito civil público para apurar as responsabilidades sobre o atraso na liberação dos corpos no IML de Maceió.

De acordo com o MPE, o promotor Magno Alexandre fez contato com o secretário de Segurança Pública,  Lima Júnior. Uma reunião foi marcada para a próxima sexta-feira (26), às 10h, na sede das Promotorias, no Barro Duro, com presenças confirmadas, também, do diretor do IML, médico-legista Fernando Marcelo e do perito-geral, Manoel Melo.

O acúmulo de corpos foi evidenciado no último domingo (21) , após acidente com um técnico. Em razão do ferimento, os exames foram suspensos naquela tarde e na manhã da segunda-feira (22), 24 corpos aguardavam liberação.

O IML emitiu nota informando que os exames foram normalizados naquela manhã e que os corpos começariam a ser liberados conforme finalização dos trabaçhos dos peritos.

 

Leia na íntegra nota emitida pelo MPE/AL

O promotor de Justiça, Magno Alxandre, da 62a Promotoria de Controle Externo, vai instaurar inquérito civil público para apurar as responsabilidades e ficou de manter contato com o secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Domingos Lima Júnior, para colher informações sobre a morosidade no Instituto Médico Legal.

A ação é para cobrar a normalidade dos serviços, já que a dignidade humana é para ser garantida até à morte.

acúmulo de corpos IML Ministério Público

Veja Também

Comentários