Sobrevivência

Crianças mantêm relação sexual com donos de balsa em troca de comida no Pará

Triste realidade é o dia a dia das crianças

POR: R7.com
Crianças pulam de barcos após relações sexuais com barqueiros.
Reprodução/ Tv Record

Em Melgaço, no Pará, a equipe do Repórter Record Investigação flagrou crianças de 11 anos e adolescentes que entram em balsas para pedir comida e são abusadas. Conhecida como balseiras, elas mantêm relações com os donos das embarcações para conseguirem alimento e óleo para a família.

A reportagem flagra quando as canoas, conhecidas como 'rabetas' com crianças se aproximam dos barcos e é feita a negociação, os barqueiros pagam em média R$ 50 para manter relações sexuais com as crianças. Quando não recebem o valor em dinheiro, as crianças são presenteadas com brinquedos, recebem comidas e óleo para cozinhar.

 

Alagoas Maceió para

Veja Também

Comentários