LEVANTAMENTO

Sinturb registra evasão de 30% de passageiros nas linhas do Benedito Bentes

Real Alagoas estima que apenas 70% efetua o pagamento da passagem de ônibus

POR: Redação, com assessoria
Ônibus que faz a linha Bendito Bentes
Cortesia AlexSandro

O levantamento foi feito através da empresa Real Alagoas e entregue ao Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros - Sinturb , e foi detectado que as linhas chegam ao terminal do Benedito Bentes transportando muito mais passageiros do que, de fato, giraram a catraca.

A empresa estima que apenas 70% efetua o pagamento. No último levantamento foram em média 10 mil (10.126,5) passageiros transportados pelas 13 linhas alimentadoras. Desses, 3 mil (3.037,8) não fizeram o pagamento da tarifa e entraram no ônibus pela porta traseira. 

De acordo com o Sinturb, as linhas alimentadoras: Conjunto Caetés, Aprigio Vilela, Cidade Sorriso I e Conjunto Carminha, são as que mais registram casos de evasão. 

No dia 9 de agosto, foi registrado um vídeo de um veículo com saída para o Conjunto Carminha, na volta para o terminal, desceram 35 passageiros, porém, apenas um deles efetuou o pagamento junto ao cobrador e passou pela catraca. Outro flagrante foi registrado em vídeo, nele, é possível ver que o veículo fez o transporte de 14 passageiros do Conjunto Cidade Sorriso I para o Terminal Integrado do Benedito Bentes e apenas 7 passageiros pagaram, uma evasão de 50%. Em outro, é constatado o transporte de 23 passageiros e apenas 12 efetuaram o pagamento, evasão de 47%. 

De acordo com o gerente de planejamento e operações da Real Alagoas, as linhas realizam uma média de 46 viagens por linha, que tem como sentido o Terminal do Benedito Bentes, onde os passageiros fazem integração com outras linhas, em todas essas viagens a empresa registra ocorrência de evasão. 

“O pagamento da viagem é feito no bairro onde as linhas alimentadoras passam, mas quando o veículo chega até esses conjuntos os passageiros insistem em aproveitar a porta traseira para embarcarem e em alguns casos, os passageiros quebram a porta para entrar de forma irregular. Quando a viagem chega ao terminal, os passageiros já podem se deslocar diretamente para outra linha da mesma empresa, e consequentemente não pagam a tarifa.”, explicou o gerente. 

É importante atentar também para o problema que afeta a ampliação de oferta de viagens das linhas. “A evasão dificulta o direcionamento da linha, porque a empresa passa ter dificuldade em manter uma viagem de determinada linha quando ela transporta em média 3 passageiros pagantes, ou seja, tecnicamente não existe a necessidade de ofertar novas viagens para a comunidade. ”

De acordo com os rodoviários, nesses bairros a evasão é alta porque a maioria dos passageiros se recusam a pagar a tarifa. 

“Quando chegamos nesses conjuntos para buscar os passageiros, a maioria utiliza a porta traseira do ônibus para entrar. As vezes, de 40 pessoas que estão dentro do ônibus, apenas 3 passam pela catraca. E nós não podemos fazer nada, as áreas são muito perigosas.”, afirmou um motorista de uma das linhas alimentadoras que não foi identificado. 

Linhas de maior incidência

806 - Caetés / T.I. Benedito Bentes
807 - Aprigio Vilela / T.I. Benedito Bentes 
804 - Cidade Sorriso I / T.I. Benedito Bentes
812 - Carminha / T.I. Benedito Bentes.

evasão Maceió ônibus Sinturb

Veja Também

Comentários