Violência

Estudantes da Ufal são assaltados em Messias; uma das vítimas foi estuprada

POR: Valtênea Araújo *Estagiária
Vítimas realizaram BO na Central de Flagrantes.
7Segundos

Oito estudantes do curso de Agronomia da Ufal foram vítimas de assalto, na tarde desse sábado (25), durante aula de campo, na cidade de Messias, interior de Alagoas. Segundo a polícia, umas das vítimas teria sido estuprada. 

De acordo com informações do 8° Batalhão de Polícia Militar (8° BPM), as vítimas foram abordadas por um homem, ainda não identificado quando realizavam um trabalho de levantamento de campo próximo a um posto de combustível da cidade. 

Ainda de acordo com a polícia, uma das alunas teria se afastado do grupo quando foi surpreendida pelo criminoso, que estava armado. 

O grupo percebeu o que estava acontecendo e tentou ajudar a colega. Todos foram rendidos e levados para um canavial. O criminoso violentou uma das vítimas e fugiu lenvando os pertences do grupo, como celulares, bolsas e carteiras. 

A Polícia Militar foi acionada e fez rondas, mas não localizou nenhum suspeito. 

Quem tiver informações que levem ao paradeiro do suspeito, pode ligar para o Disque Denúncia da Polícia (181). A ligação é sigilosa. 

A reitoria da universidade divulgou uma nota na tarde de ontem declarando apoio aos estudantes. Ainda por meio de nota, a reitoria afirmou que dará todas as informações necessárias para ajudar nas investigações do caso.

Confira a nota na íntegra: 

Nota sobre violência sofrida por estudantes da Ufal

O gabinete reitoral da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) vem por meio desta nota manifestar a profunda consternação com a lamentável violência sofrida por oito estudantes do Centro de Ciências Agrárias da Ufal, neste sábado (25), em aula de campo no município de Messias (AL).

Em nome de toda a comunidade universitária, a Reitoria da Universidade presta toda a solidariedade aos estudantes que foram assaltados e principalmente à estudante que foi vítima de violência sexual.

Neste momento de profundo choque com tamanha violência, a reitora Valéria Correia e toda a comunidade universitária reiteram o total repúdio ao ataque sofrido pela estudante por ser mulher, numa cultura misógina.

A reitoria esclarece ainda que, tão logo foram informados da grave ocorrência, técnicos do Ceca e a Gerência de Transportes da Sinfra tomaram as providências cabíveis, com a comunicação do fato às autoridades policiais e encaminhamento da estudante para o atendimento médico de urgência.

A estudante terá o acompanhamento da Pró-reitoria Estudantil para os cuidados médicos e psicológicos necessários. Todos os encaminhamentos para a apuração administrativa dos fatos serão tomados de imediato pela Universidade e todas as informações serão prestadas para a investigação policial.

Maceió, 25 de agosto de 2018”.
 

assaltados estudantes de agronomia estupro Messias Ufal

Veja Também

Comentários