Abusadores de crianças

Polícia Civil prende acusados de pedofilia em União dos Palmares

As vítimas foram duas meninas e um menino; A mãe também foi presa

POR: 7Segundos, com Assessoria
Ilustração
Reprodução/Internet

Acusados de abuso sexual contra três menores de idade, dois homens foram apreendidos nesta quinta-feira (06), por agentes da Polícia Civil de União dos Palmares, em uma operação comandada pelo delegado regional Valter do Nascimento Rocha.

Os homens de 40 e 60 anos, foram identificados, mas não podem ter as identidades reveladas por que o processo corre em segredo de justiça. A mãe das crianças também foi presa por ser conivente com a prática do crime.

A operação procedeu nas prisões e teve o apoio de policiais do 2º Batalhão da Polícia Militar (2º BPM) e do Conselho Tutelar da cidade.

As crianças: meninas de nove e onze anos e um menino de sete anos. As mesmas foram acolhidas na Unidade Institucional Casa Lar, em União dos Palmares, no dia 22 de agosto. As crianças relataram ao Conselho Tutelar e a psicóloga da instituição os abusos de alguns homens que moravam pelas redondezas de sua casa, na época eles viviam com a mãe.

A menor de 11 anos, relatou que seu padrasto, o quarto acusado, também praticava abusos sexuais contra ela e seus irmão e ainda listou nomes de outros indivíduos que a abusavam sexualmente. O padrasto já se encontra preso.

Um dos homens, o quinto suspeito, tem 74 anos e é compadre da mãe das crianças. Outro idoso de 83, hoje falecido, também praticava abusos contra as crianças. A polícia ainda investiga se um funcionário da Casa Lar, de 54 anos, e outro homem identificado apenas pelo apelido também praticavam os estupros.

O delegado revelou ainda que as crianças foram submetidas a exames de conjunção carnal, sendo constatado o defloramento de uma delas, bem como o rompimento anal do menino de sete anos de idade.

Além de serem expostas a filmes de pornografia, as crianças contaram que eram aliciadas com doação de doces, comidas e recompensas em dinheiro no valor de R$ 1,00. Os abusos, segundo descreveram, foram praticados durante meses.

A Polícia Civil continua tentando prender os que ainda se encontram foragidos, três dos envolvidos.

abuso sexual abuso sexual infantil pedofilia União dos Palmares

Veja Também

Comentários