RIO DE JANEIRO

Jovem pede socorro pelo Facebook após sofrer perseguição do ex

Sandy Kelly divulgou mensagens ameaçadoras enviadas por Igor Nascimento

POR: Metrópoles
Sandy Kelly, do Rio de Janeiro, utilizou Facebook para pedir ajuda
Reprodução/Instagram

Após sofrer diversas agressões de seu ex-namorado, retratando a realidade vivida por muitas mulheres, a jovem Sandy Kelly, do Rio de Janeiro, utilizou seu Facebook para pedir ajuda. O motivo: Igor Nascimento Vasconcelos não aceitou o fim do relacionamento e, por isso, começou a ameaça-la de morte. Sandy divulgou mensagens trocadas com Igor – nas quais ele afirmou que “só vai sossegar” quando ela estiver morta. Com medo, ela recorreu às redes sociais buscando amparo.

“Realmente sua maior desgraça foi ter me conhecido e vou te provar isso. Vou pisar na sua cabeça. Só vou sossegar quando você estiver morta. Tá se cagando de medo que eu tô sabendo, né? [kkk]. Pode deixar que não vou fazer de uma vez não. Vou fazer bem devagar pra você se arrepender de cada segundo!”, diz uma mensagem enviada por Igor a Sandy.

Na publicação, a menina conta que tomou as medidas necessárias na Justiça para que seu ex-namorado mantivesse distância. Porém, na prática, a iniciativa não funcionou. O juiz proibiu Igor de chegar a 300 metros perto da vítima e também vetou o envio de mensagens. Limites que não foram respeitados por ele.

Sandy apela para que o post seja compartilhado, com intuito de divulgar as redes sociais e a foto de Igor. Muitos usuários se sensibilizaram e a publicação já tem mais de 6,7 mil compartilhamentos no Facebook.

“Ele tem me chamado de vagabunda, piranha e vários outros nomes bem ofensivos. É vergonhoso demais me expôr assim. Já tomei as medidas necessárias pra que ele se mantenha longe de mim, mas não tá adiantando. Ele continua me ameaçando dizendo que vai me matar com as próprias mãos”, diz trecho do post.

Após sofrer diversas agressões de seu ex-namorado, retratando a realidade vivida por muitas mulheres, a jovem Sandy Kelly, do Rio de Janeiro, utilizou seu Facebook para pedir ajuda. O motivo: Igor Nascimento Vasconcelos não aceitou o fim do relacionamento e, por isso, começou a ameaça-la de morte. Sandy divulgou mensagens trocadas com Igor – nas quais ele afirmou que “só vai sossegar” quando ela estiver morta. Com medo, ela recorreu às redes sociais buscando amparo.

“Realmente sua maior desgraça foi ter me conhecido e vou te provar isso. Vou pisar na sua cabeça. Só vou sossegar quando você estiver morta. Tá se cagando de medo que eu tô sabendo, né? [kkk]. Pode deixar que não vou fazer de uma vez não. Vou fazer bem devagar pra você se arrepender de cada segundo!”, diz uma mensagem enviada por Igor a Sandy.

Na publicação, a menina conta que tomou as medidas necessárias na Justiça para que seu ex-namorado mantivesse distância. Porém, na prática, a iniciativa não funcionou. O juiz proibiu Igor de chegar a 300 metros perto da vítima e também vetou o envio de mensagens. Limites que não foram respeitados por ele.

Sandy apela para que o post seja compartilhado, com intuito de divulgar as redes sociais e a foto de Igor. Muitos usuários se sensibilizaram e a publicação já tem mais de 6,7 mil compartilhamentos no Facebook.

“Ele tem me chamado de vagabunda, piranha e vários outros nomes bem ofensivos. É vergonhoso demais me expôr assim. Já tomei as medidas necessárias pra que ele se mantenha longe de mim, mas não tá adiantando. Ele continua me ameaçando dizendo que vai me matar com as próprias mãos”, diz trecho do post.

Sandy Kelly relata que viveu com Igor durante três anos e em 2018 as agressões passaram a ser recorrentes, resultando no término do relacionamento. Ela conta que na segunda semana após a briga, se envolveu com outra pessoa e o ex-namorado descobriu. A partir disso, ele começou a acusá-la de traição, e as ameaças de morte se intensificaram.

“Ele não tá satisfeito com o término e com fato de morar um pouco distante de mim. Ele fica fazendo fakes e me adicionando nas redes sociais pra acompanhar a minha vida e tornar presentes as suas ameaças e ofensas”, afirma a jovem.

agressão ameaça de morte rio de janeiro

Veja Também

Comentários