Eleições 2018

Eleitor é detido após quebrar urna eletrônica com marreta em SC

Eleitor já havia publicado nas redes sociais textos informando que destruiria a urna

POR: Gabriely Castelo Branco, 7 Segundos
Urna destruida
Reprodução/Internet

Um morador de Morro da Fumaça, no sul de Santa Catarina, entrou com uma marreta em uma seção eleitoral e destruiu uma urna eletrônica. O eleitor, de 25 anos, foi detido pela polícia militar.

Segundo a chefe de cartório/34ª Zona Eleitoral, Isabel Placido, as mídias onde ficam computados os votos não foram afetadas e eles não foram perdidos. A urna já foi substituída. Os dispositivos puderam ser inseridos em uma nova urna eletrônica e nenhum voto já realizado foi perdido. Ainda de acordo com Isabel, a substituição foi rápida porque os técnicos estavam perto do local.

A lei prevê reclusão de cinco a dez anos para quem "causar, propositadamente, dano físico ao equipamento usado na votação ou na totalização de votos ou a suas partes".

O eleitor já havia publicado nas redes sociais textos informando que destruiria a urna. Ele também já teria publicado nas redes sociais que iria matar o presidente da República, Michel Temer, e não manifestava preferência por nenhum candidato ou partido. Conhecidos do homem que destruiu a urna dizem que ele sofre de problemas psicológicos.

Confira o vídeo: 

 

Brasil eleições 2018 Santa Catarina Vídeo

Comentários