Eleições 2018

Haddad propõe ''protocolo ético'' e Bolsonaro retruca: ''Canalha''

De acordo com o candidato do PT à Presidência da República, a ideia é que ambos assinem uma 'carta de compromisso contra a calúnia e a difamação anônima que acontecem nas redes sociais'.

POR: Gabriely Castelo Branco - Estagiária , 7Segundos
Candidato a presidência pelo PT
Internet

Fernando Haddad (PT) disse que proporia a Jair Bolsonaro (PSL) um 'protocolo ético' para evitar a disseminação de notícias falsas. Bolsonaro rebateu, disse que Haddad é 'pau mandado de corrupto' e 'canalha' e afirmou que o PT inventa fake news contra ele. Nesta terça, o petista Tweetou novamente sobre o tema e afirmou que as duas campanhas poderiam 'contribuir para que os eleitores recebessem informações reais'.

Bolsonaro chama Haddad de “canalha” após a tentativa do protocolo ético e Haddad afirma que resposta de Bolsonaro é do nível do candidato. O candidato do PT também fez um apelo à Justiça Eleitoral para que fiscalize a propagação de notícias falsas.

Haddad afirmou que irá manter uma campanha propositiva, assim como no primeiro turno, mas que isso não o impede de criticar o outro candidato com base nas suas propostas.

Bolsonaro defende propostas neoliberais, que foram criticadas pelo petista. "O neoliberalismo vai agravar a crise. Não vai fortalecer o poder de compra do trabalhador”.

Bolsonaro eleições 2018 Haddad segundo turno

Veja Também

Comentários