polêmica

Como votaram os senadores de AL no aumento de salário de ministros do STF

O projeto foi criticado por Jair Bolsonaro pelo seu impacto nas contas públicas, estimado em 4 bilhões de reais

POR: 7Segundos , Agências de Notícias
Senadores Alagoanos
Montagem/ Agência Senado

O Senado Federal aprovou, nessa quarta-feira (7), o reajuste salarial de 16,38% dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do titular da Procuradoria-Geral da República (PGR).

A remuneração dos magistrados da Corte passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O pleito terminou com 41 votos favoráveis ao projeto de lei, 16 contrários e uma abstenção. 

O projeto foi criticado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) pelo seu impacto nas contas públicas, estimado em 4 bilhões de reais. Entre os três senadores que Alagoas possui na Casa, um foi a favor do aumento: Renan Calheiros (MDB), Givago Tenório (PP-AL), suplente de Biu de Lira foi contra e Fernando Collor (PTC) se ausentou da votação.

Alagoas aumento ministros Senadores STF votação

Veja Também

Comentários