Tragédia

Mulher encontrada morta ao lado de músico era advogada no Ceará

Os corpos foram encontrados pela irmã do músico que acionou a polícia

POR: 7Segundos
Daiana Maria Monteiro, de 30 anos
Reprodução/Instagram

Foi identificada, nesta terça-feira (18), a mulher encontrada morta ao lado do corpo do ex-baterista da banda de axé Cannibal e do cantor Djavan, Eduardo Henrique Athayde, de 34 anos. Daiana Maria Monteiro, de 35 anos, era uma advogada bem sucedida do Ceará e tinha perfil muito alegre e tranquilo, segundo fontes ligada à vítima. 

O corpo da advogada foi encontrado com um tiro na testa ao lado do corpo do músico Dudu Athayde. A polícia desconfia de homicídio, seguido de suicídio, mas apenas a criminalística pode esclarecer as dúvidas sobre o crime.

A advogada estava há três dias em Maceió e o principal motivo da visita a capital seria um affair com Dudu Athayde. Na mão do músico, os peritos encontraram a arma utilizada no crime.

No estúdio onde os corpos foram localizados também foram encontrados bebidas alcóolicas e uma nota fiscal de uma loja de sushi.

A ocorrência foi registrada pelo 4° Batalhão de Polícia Militar (4° BPM), sob o comando do Major Luiz Santos. 

A família da advogada está a caminho de Maceió para providenciar o translado do corpo.

Advogada advogada cearense Cannibal Djavan

Veja Também

Comentários