Flagrante

Integrante de escola de samba agride mulher durante ensaio

Vai-Vai se pronunciou e vai pedir a expulsão do agressor

POR: Notícias ao Minuto
O suspeito de agredir a mulher estava aparentemente com uma camisa da diretoria da escola de samba
Reprodução

Um integrante da Vai-Vai é suspeito de agredir uma mulher durante um ensaio no Sambódromo do Anhembi, na madrugada deste domingo (20). Um vídeo gravado mostra o momento das agressões. A escola de samba se pronunciou e vai pedir a expulsão do agressor. As informações são do G1.

"O que ele fez fere totalmente a nossa ética, a nossa disciplina, nossa honra e principalmente a honra e a integridade da componente que foi agredida", afirmou o presidente Darly Silva, conhecido como Neguitão. A diretoria da Vai-Vai também comentou sobre o caso.

Por meio de nota, a escola de samba disse que o autor das agressões "está sumariamente afastado de qualquer atividade" da escola. Sobre a vítima, a agremiação declarou que não medirá esforços para que ela "fique bem e tenha todos os meios para garantir e legitimar os seus direitos".

Nas imagens, é possível ver a vítima caminhando na lateral da avenida e o suspeito, com uma camiseta de "diretoria", atrás dela puxando-a pelos cabelos. Um outro vídeo mostra ainda outro momento da agressão. O homem diz "vamos, vamos, para você não passar carão". Na sequência, a ameaça, "senão você vai apanhar".

Confira a íntegra da nota da Vai-Vai:

"A Diretoria e Conselho do G.R.C.S E.S. Vai-Vai vem a público para informar que não pactua com atos de violência e covardia praticados contra uma componente e colaboradora desta instituição. O autor dos atos em questão está sumariamente afastado de qualquer atividade junto a nossa escola.

Viemos a público pedir nossas desculpas e registramos aqui nossa solidariedade à vítima, bem como não mediremos esforços para que ela fique bem e tenha todos os meios para garantir e legitimar os seus direitos.

Repudiamos de forma veemente o triste e criminoso fato ocorrido e não admitiremos em hipótese alguma que lamentáveis acontecimentos como este fiquem impunes."

agressão ensaio Escola de Samba expulsão rio de janeiro Violência contra Mulher

Veja Também

Comentários