"Me convidei..."

"Não pode", diz Xuxa sobre ser entrevista por Tatá Werneck no 'Lady Night'

Apresentadora contou ainda que pretende voltar com um programa para o público infantil

POR: Uol
As declarações foram feitas durante a coletiva do novo programa da RecordTV, "The Four"
Reprodução/Instagram

Não foi dessa vez que Xuxa teve seu encontro com Tatá Werneck para uma entrevista descontraída. A apresentadora revelou que foi convidada e também pediu para participar do" Lady Night", programa que Tatá comanda no Multishow -- e que atualmente é exibido pela Globo --, mas que não foi autorizada.

"Me convidei e fui convidada e queria muito fazer, mas não rolou. Acho que foi a casa [Record TV] junto com eles lá. Eu não entendo direito, se libera um artista eles precisam que liberem outras pessoas de lá, parece que tem alguma coisa que nessa liberação não rola. É um trâmite deles, então a única coisa que eu recebo é: 'não pode'", contou a apresentadora durante o lançamento de seu novo programa na Record TV, o "The Four Brasil", uma competição musical.

A apresentadora contou também que teve problemas com outros projetos que teria para a TV paga. Ela diz que gostaria de voltar a trabalhar com conteúdos voltados para o público infantil e que tem procurado canais fechados para ver se existe alguma possibilidade. Entretanto, tem esbarrado em um problema: seu contrato com a Record.

"Bate no meu contrato, a Record tem que me liberar e os canais que têm interesse não têm uma compatibilidade com a Record, então também não funciona".

Xuxa disse que aprovou a piada que Marcelo Adnet fez na Globo sobre "não poder falar de artistas de outras emissoras". Ele e Dani Calabresa apresentavam a retrospectiva de humor da emissora quando a humorista começou a cantar uma música de Xuxa. Foi aí que Adnet fez a piada.

"Acho maravilhoso minha ex-casa brincar com isso. É saudável. É ruim quando eu ouço algumas pessoas falarem 'a Xuxa não fala mais' ou 'eles não falam mais', é legal saber que a gente pode brincar, afinal é uma história muito grande", declara.

Atualmente, Xuxa também vislumbra a possibilidade de fazer um programa na Argentina - ela tem um show programado no país vizinho ainda neste ano - mas encontra também encontra dificuldades estratégicas.

"Depois que eu fizer o show, eu tenho a possibilidade de fazer o programa lá, só que eles querem saber qual é o meu o público. Para quem eu falo. Eles também têm esse lado, eles não sabem para que lado que eu vou. Porque como eu trabalhei para crianças por muito tempo, as crianças cresceram, eles não sabem se eu vou continuar trabalhando para crianças, ou para adolescentes, ou para família, têm esse receio. Eles gostariam que eu fizesse esse formato, o 'The Four', lá. O "Dancing" ia ser feito também na Argentina. Eu estou primeiro fazendo aqui pra ver como é que fica, como o público se firma", relata.

Em paralelo, Xuxa está tendo a possibilidade de voltar a trabalhar com crianças, só que uma plataforma digital: o PlayPlus, serviço de streaming da Record. "É como se fosse a visão da criança resolvendo problemas de adulto, fazendo coisas que o adulto poderia ou deveria fazer", explica ela sobre o formato.

Desafio 

Com mais de 35 anos de televisão, Xuxa agora encara mais um desafio: comandar um novo reality show. O "The Four Brasil", que estreia nesta quarta-feira (6) na Record TV, é baseado em um formato da israelense Armoza, com produção da Endemol Shine Brasil, e busca trazer verdadeiras batalhas, só que musicais.

A atração começa com quatro cantores que são selecionados pelos três jurados: a cantora e ex-membro da banda Rouge Aline Wirley, o sertanejo Leo Chaves e o produtor musical João Marcello Bôscoli.

Esses quatro participantes já poderiam ser considerados finalistas. Entretanto, todas as semanas chegam novos cantores dispostos a mostrar seu talento. Se esse cantor ganhar a aprovação dos três jurados, ele tem o direito de desafiar um dos quatro já selecionados. Então os dois dois fazem uma batalha de vozes, e os jurados, com a ajuda da plateia, definem se o dono da cadeira retorna a seu lugar ou se é substituído por seu oponente recém-chegado.

E assim vai seguindo a dinâmica do reality, que culmina em um vencedor que leva para casa um prêmio de R$ 300 mil, além do auxílio dos jurados em suas ambições musicais.

Xuxa não esconde a animação em estar no comando do novo programa. "Quem trabalha em televisão descobriu depois de anos que a gente não sabe. eu já dizia isso lá atrás e hoje confirmo que não sei nada, mas ter de presente um programa como esse onde você tem a possibilidade de aprender diariamente é muito bom. E poder chegar e dizer que você tem a idade que você tem, não só de televisão, mas a idade mesmo, vou fazer 56 anos, e poder dizer que estou aprendendo, é um presente, não tem outra palavra. Me sinto desafiada", diz ela.

Entrevista Lady Night liberação Novo programa recordtv Tatá Werneck Xuxa

Veja Também

Comentários