Agilidade

Padrão Excelência: 18ª Vara Cível de Maceió é destaque em índice de atendimento à demanda

A unidade baixou 1.522 processos no ano, enquanto entraram 692 novos casos

POR: Assessoria
O juiz Manoel Cavalcante destacou o planejamento, trabalho e engajamento dos servidores, visando o cumprimento das metas
Divulgação/TJAL

A 18ª Vara Cível de Maceió (Fazenda Estadual), obteve o melhor índice de atendimento à demanda entre as varas cíveis que atingiram o Padrão Excelência em 2018, na aferição Juízo Proativo, do Tribunal de Justiça de Alagoas.

A unidade chefiada pelo juiz Manoel Cavalcante de Lima Neto registrou 220% no indicador, o que significa que baixou (arquivou) mais que o dobro da quantidade de processos que entraram.

A unidade baixou 1.522 processos no ano, enquanto entraram 692 novos casos. Foram julgados, 1.452 ações. A taxa de produtividade, que é a relação entre processos entrados e julgados, foi de 210%. E a de congestionamento, que considera o estoque inicial, os casos novos e os arquivados, ficou em 66%.

O magistrado destacou o planejamento e o trabalho direcionado ao cumprimento das metas, além do engajamento dos servidores da Vara.

“Estamos sempre atentos a todas as mudanças que o Proativo teve, e seguimos essa diretriz para que o trabalho seja sintonizado com as exigências”, explica.

O magistrado elogia o projeto, que, segundo ele, valoriza e estimula a atuação dos magistrados, servidores e estagiários, e salientou a importância que desses resultados para a população.

“Demonstra que a unidade está funcionando bem, que está atendendo aos serviços que ela tem que fazer, da prestação jurisdicional, de uma forma mais adequada”.

Os dados do Juízo Proativo são apurados pela Divisão de Estatísticas da Assessoria de Planejamento e Modernização do Poder Judiciário (APMP). A solenidade de premiação ainda terá a data definida.

18ª Vara Cível de Maceió atendimento melhor índice processos

Veja Também

Comentários