MARECHAL DEODORO

Suspeito de atacar ex-companheira com ácido admite crime, mas não é preso

José Gilbernes disse que cometeu atentado por ciúmes do novo namorado

POR: 7Segundos
Ácido cáustico atingiu a ex-companheira do suspeito e irmã dela
Real Deodorense

Após se entregar à polícia e ser indiciado por tentativa de feminicídio e lesão corporal, José Gilbernes dos Santos Galvão admitiu ter atacado a ex-companheira e irmã dela com ácido muriático e, em seguida, foi liberado pela polícia.

De acordo com o delegado Leonam Pinheiro, que responde pela Delegacia de Marechal Deodoro, José Gilbernes confessou que cometeu o crime por ciúmes.

Ele teria visto Erivânia Vicente dos Santos comprando roupas com o atual namorado e não gostou.

Erivânia sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus na face e couro cabeludo. No caso de Erineide Vicente dos Santos, foram queimaduras de primeiro e segundo graus na face e punho.

acido muriático Delegacia de Marechal Deodoro feminicídio lesão Corporal

Veja Também

Comentários