religião

Arcebispo de Maceió fala de “espírito sem ostentação e julgamento” para Quaresma

Igreja Católica inicia nesta quarta-feira (06) a Campanha da Fraternidade

POR: Marcos Filipe Sousa
Arcebispo de Maceió, dom Antônio Muniz
Assessoria

O Arcebispo de Maceió, Dom Antônio Muniz Fernandes, falou em sua homilia desta quarta-feira (06), iniciando a Quaresma, sobre a Campanha da Fraternidade que tem como este ano Políticas Públicas.

“Precisamos de um espírito sem ostentação e julgamento. Nosso grito para esta Quaresma é para que possamos conseguir viver o Evangelho como irmãs e irmãos”, colocou.

O Arcebispo disse que irá pedir a colaboração de outras crenças e religiões para trabalhar juntos o tema. “É um tema que vai ser tratado de forma ecumênica”.

Dom Antônio ressaltou que a função da Igreja não é somente de cobrar os poderes públicos. “Nossa função também é oferecer instrumentos, através do Evangelho, para minimizar os sofrimentos de tantos, na área da saúde, da paz, etc”.

O período da Quaresma corresponde aos quarenta dias que antecedem as Páscoa, festa mais importante para o Cristianismo. Durante este período os católicos são chamados a meditar um tema que este ano trata de um assunto atual.

O objetivo é estimular a população a se envolver na formulação de políticas públicas. O texto-base da campanha descreve, por exemplo, as etapas da elaboração de uma nova lei e cita os canais de participação social garantidos na Constituição, como o projeto de lei de iniciativa popular.

arquidiocese de Maceió Campanha da fraternidade quaresma quarta-feira de Cinzas

Veja Também

Comentários