INQUÉRITO

Câmara investiga uso indevido de veículo oficial por suspeito de estupro

Benício Vieira de Lima, 41 anos, usava carro oficial para atrair vítimas de estupro

POR: 7Segundos
Câmara Municipal de Maceió
Ascom

A Câmara Municipal de Maceió (CMM) informou, por meio de nota à imprensa, na manhã desta segunda-feira (15), que instaurou um inquérito administrativo afim de apurar o uso indevido de possível veículo oficial pelo servidor comissionado Benício Vieira de Lima, de 41 anos, preso sob a acusação de estuprar 19 meninas em um imóvel que funcionava como ponto de atendimento à população, na Avenida Rotary, em Maceió. 

A Mesa Diretora da Casa  de Tavares Bastos expressou repúdio ao crime cometido e informou que já determinou a imediata exoneração do servidor lotado no gabinete do vereador Chico Filho. 

Nota de esclarecimento

A Câmara Municipal de Maceió, assim como toda a sociedade alagoana, está indignada com o caso de violência sexual contra 19 menores praticado por um servidor comissionado deste Poder, preso na manhã desta segunda-feira.

Além de prestar total solidariedade às vítimas e suas famílias, o Legislativo municipal expressa seu repúdio a qualquer tipo de crime, sobretudo aquele que têm como alvo a inocência de crianças, como no caso, que tinham entre 11 e 18 anos.

A Mesa Diretora da Casa apoia o posicionamento do vereador Chico filho e já determinou a imediata exoneração do servidor lotado no Gabinete do referido parlamentar, além da abertura de inquérito administrativo para investigar o uso indevido de possível veículo pertencente a este Poder.

A Câmara presta ainda total apoio às autoridades policiais e se coloca à disposição para qualquer esclarecimento.

Câmara de Maceió estupro

Veja Também

Comentários