maceió

Defensoria Pública reforçará investigação sobre ataque a Centro religioso de Matriz Africana

Defensor público reforçou o apoio às investigações para se chegar aos culpados pelo ataque

POR: Assessoria
Encontro ocorreu na Defensoria Pública
Assessoria

Mãe Vera foi recebida pelo defensor público Othoniel Pinheiro Neto; Instituição prestará apoio às investigações e articula a formação de uma comissão de monitoramento contra a intolerância religiosa em Alagoas

O defensor público do Núcleo de Direitos Coletivos da Defensoria Pública do Estado, Othoniel Pinheiro Neto, conversou, nesta terça-feira, 14, com a líder religiosa, Verorilde Rodrigues da Silva, a Mãe Vera, e membros do centro religioso de Matriz Africana, situado na Cidade Universitária, que foi invadido ontem e teve peças de culto e oferendas destruídas. 

Na oportunidade, o defensor público reforçou o apoio às investigações para se chegar aos culpados pelo ataque de intolerância religiosa e informou que a Defensoria Pública promoverá ações visando a legalização de terreiros em Alagoas. 

“Iremos promover ações efetivas em busca da legalização de terreiros, do respeito e reconhecimento social dessas religiões, bem como outras medidas cabíveis para a promoção da diversidade religiosa”, pontua.

O encontro contou com a participação do representante de Secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh), Jordi Santana. A Defensoria Pública e a Semudh estudam criar um grupo de monitoramento contra a intolerância religiosa em Alagoas.

ataque Defensoria pública investigações terreiro

Veja Também

Comentários