Justiça

Acusado de matar companheira é condenado a 25 anos de reclusão

Vítima mantinha um relacionamento com o réu sem saber que ele era casado; julgamento ocorreu no Fórum da Capital na última quinta (6)

POR: Assessoria
Tribunal de Justiça de Alagoas
Caio Loureiro/TJ

O Conselho de Sentença do 2º Tribunal do Júri de Maceió condenou Cláudio Francisco da Silva a 25 anos e dois meses de reclusão pela morte de sua companheira, Tatiana Pereira Silva Gomes, ocorrida em 2011, na Capital. O julgamento foi realizado na última quinta (6), no Fórum do Barro Duro.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Alagoas (MP/AL), Tatiana foi morta com dois tiros após discussão com Cláudio. Segundo os autos, ela descobriu que o réu era casado e queria terminar o relacionamento.

O júri popular foi conduzido pelo juiz John Silas da Silva, titular da 8ª Vara Criminal de Maceió. Na sentença, o magistrado ressaltou que o crime de homicídio qualificado foi agravado pelo uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e pela situação de violência doméstica e familiar.

O juiz explicou que o caso não foi qualificado como feminicídio por ter acontecido antes do advento da lei nº 13.104, de 2015, que se refere aos crimes baseados no gênero da vítima. Cláudio Francisco da Silva deverá cumprir a pena em regime inicialmente fechado.

acusado companheira Julgamento matar

Veja Também

Comentários