greve

Bancários de Alagoas decidem aderir à greve geral nesta sexta (14)

Ato terá concentração às 15h na Praça do Centenário, em Maceió

POR: Redação, com assessoria
Bancários aderem à greve geral
Sindicato dos Bancários

Em decisão unânime tomada na noite dessa segunda-feira (10), durante assembleia geral da categoria, os bancários de Alagoas decidiram paralisar as atividades na próxima sexta-feira (14), aderindo à Greve Nacional convocada pela CUT e demais centrais sindicais. A deliberação acompanha também orientação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e do Comando Nacional dos Bancários.

Segundo o sindicato que representa os bancários, a Greve Geral é em defesa da Previdência, que vem sendo atacada pelo projeto de reforma do governo Bolsonaro. Outras demandas dos trabalhadores também serão lembradas durante o protesto, como a defesa dos bancos públicos.

A assembleia de ontem, no Sindicato, aprovou que os bancários usem lenço ou laço preto na camisa até a próxima sexta-feira, em sinal de protesto contra a política de desmonte, fatiamento, enfraquecimento e privatização das empresas públicas, particularmente o Banco do Brasil, a Caixa e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Bancários de outros estados também já aprovaram ou estão aprovando sua adesão à Greve Geral. Outros ramos importantes de trabalhadores, como metalúrgicos, petroleiros e rodoviários decidiram igualmente pela paralisação. A orientação da CUT e demais centrais sindicais é para parar tudo, construindo a maior e mais forte Greve Geral já ocorrida no país.

Além da paralisação das categorias, também haverá manifestações e atos públicos do Norte ao Sul do Brasil. Em Maceió, o ato político terá concentração às 15h na Praça do Centenário. Os alagoanos também vão se manifestar contra a intenção do governo Bolsonaro de privatizar o setor de saneamento básico no país, o que inclui a distribuição de água à população.

Bancários greve geral

Veja Também

Comentários