teatro

Mateus Ribeiro vibra ao ser Chaves em musical: "Desafio que a vida me deu"

POR: Blog do Arcanjo
O ator Mateus Ribeiro brinca com chapéu do personagem Chaves em sua casa: ele será protagonista da superprodução "Chaves – Um Tributo Musical", sobre a série mexicana, que estreia em 23 de agosto no Teatro Opus, em SP
Divulgação

Após conquistar público e crítica como Peter Pan, o ator Mateus Ribeiro foi presenteado com mais um personagem de peso em sua carreira. A partir de 23 de agosto, no palco do Teatro Opus, no Shopping Villa-Lobos, em São Paulo, ele vai interpretar um dos personagens mais queridos não só no Brasil como em toda a América Latina.

O artista foi escolhido para protagonizar "Chaves – Um Tributo Musical". O espetáculo produzido por Adriana Del Claro em parceira com a Move Concerts é o primeiro espetáculo do gênero endossado pelo Grupo Chespirito e que conta com curadoria do SBT. A montagem com direção de Zé Henrique de Paula e direção musical de Fernanda Maia prestará uma homenagem a Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), criador do personagem e da série lendária.

"Chaves é um personagem que ganhou o mundo e que tem uma força gigantesca no nosso país. Então, eu me sinto muito feliz com mais essa conquista. É um desafio que a vida me deu", declara Mateus ao Blog do Arcanjo.

O ator, que foi eleito pela revista norte-americana Forbes entre os nomes com menos de 30 anos de destaque no mundo em Artes/Entretenimento, revela que sentiu um frio na barriga ao conquistar o personagem, cuja famosa vila será reproduzida com fidelidade no palco.

"Sou apaixonado por desafios e gosto de tremer nas bases, sentir frio na barriga. Acho que isso que mexe a gente e pra mim, fazer arte é isso, se arriscar. Não gosto de pensar que vou mostrar algo que a plateia já viu, seja em outros trabalhos que fiz ou mesmo em coisas que assistiu. Por isso busco sempre personagens que sejam diferentes, que tenham ali algo desafiante", conta.

Para o jovem ator catarinense criado em Fortaleza e radicado em São Paulo, a força universal de Chaves está na comunicabilidade com todas as idades e gerações.

"O humor de Bolaños estava na sutileza, ele fazia as pessoas rirem com pouco, quase nada e tenho certeza que com a equipe que temos, esta produção será algo que irá marcar o cenário do teatro musical, apresentando talvez de uma forma mais poética todo esse universo chavístico que já conhecemos", filosofa.

E o desafio será em meio a uma dedicação extenuante que o fará ficar na ponte aérea Rio-São Paulo por conta dos ensaios, já que Mateus reestreia "Peter Pan – Um Musical da Broadway" no Rio, na Cidade das Artes, no próximo.

 

chaves mateus ribeiro musical

Veja Também

Comentários