justiça

Condenada no início na semana por morte de médico ganha liberdade

Defesa irá recorrer em outras instancias da decisão do júri popular

POR: 7Segundos
Silvana de Oliveira é acusada de matar médico em 2007
Ascom TJ/AL

Silvana de Oliveira Lins Macêdo, condenada no início da semana pela morte do ex-companheiro, o médico Francisco Rodrigues Freire, ganhou liberdade nesta quinta-feira (18).

A decisão foi do desembargador João Luiz Azevedo Lessa, integrante da Câmara Criminal do TJAL, onde foram aplicadas medidas cautelares de comparecimento mensal ao Juízo de primeiro grau, proibição de se ausentar da Comarca sem prévia autorização judicial, comunicação prévia ao Juízo acerca de eventual mudança de endereço e comparecimento a todos os atos do processo. 

O júri considerou Silvana culpada e ela foi condenada a cumprir 19 anos e 3 meses de retenção pelo crime. O promotor Marcus Vinícius Batista representou o Ministério Público Estadual (MPE/AL) e apontou que Silvana de Oliveira teria contratado dois homens para matar Francisco, por não aceitar o fim da relação com o endocrinologista.

Após o julgamento ela passou mal e precisou ser atendida em um hospital particular na capital e logo depois foi encaminhada para o sistema prisional. 

condenada matar Médico mulher solta

Veja Também

Comentários