saúde

Caso de Aids em Alagoas caem no primeiro semestre de 2019

Estado seguiu a contramão do país que registrou aumento nos últimos anos

POR: Marcos Filipe Sousa
Tratamento para Aids é fornecido gratuitamente pelo Estado
Pixabay

A conscientização do sexo seguro entre os alagoanos é aparente nos números que apontam uma diminuição consideravel nos casos de Aids no Estado. No primeiro semestre deste ano foram notificados 37 novos casos pela pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau). No ano passado foram no total 336 casos e em 2017 foram notificados 380. 

A maioria dos casos foi registrado na faixa etária 30 a 39 anos com quinze, seguido dos 20 aos 29 com oito e 50 a 59 com cinco casos.

A queda também foi registrada nos casos de HIV. Em 2017 foram 798, seguido de 775 em 2018 e no primeiro semestre deste ano foram notificados, até o momento, 190. 

A maioria dos casos está nas idades entre 20 e 29 com cinquenta e nove, seguido dos 30 a 39 com quarenta e nove e de 40 a 49 com trinta e quatro.

Panorama nacional 

Um novo relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), divulgado no último dia 16, aponta que o número de casos da doença aumentou 21% no Brasil desde 2010. Estamos na contramão do resto do mundo: nos últimos oito ano, houve uma redução de 16% da taxa de pessoas infectadas pelo vírus ao redor do globo.

Na América Larina, o número de casos de aids cresceu 7% — sem o Brasil na conta, a região teria tido queda de 5%.

2019 Aids Alagoas casos HIV primeiro semestre

Veja Também

Comentários