Projeto de Lei

Instituto Hemerson Casado passa a ser de utilidade pública, após aprovação de PL na Câmara

Organização é sem fim lucrativo e prestadora de serviço à coletividade.

POR: Assessoria
Sessão realizada na Câmara Municipal de Maceió desta quarta-feira (28)
Assessoria

O Instituto Hemerson Casado foi declarado de utilidade pública em sessão ordinária da Câmara Municipal de Maceió desta quarta-feira (28). Fundado em 2014, o Instituto foi criado pelo médico cardiovascular Hemerson Casado. Em 2012, o cirurgião foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Desde então, ele tem trabalhado para que o Poder Público, em todas as suas esferas, contribua para que pesquisas em torno da ELA e outras doenças raras sejam desenvolvidas.

Órgãos como o Instituto Hemerson Casado recebem o título de utilidade pública pelo reconhecimento de que a instituição, em consonância com o seu objetivo social, é sem fim lucrativo e prestadora de serviço à coletividade.

“O Instituto do doutor Hemerson Casado tem prestado relevante serviço à sociedade, não só de Alagoas, mas do país, na busca por financiamentos que proporcionem os estudos em torno da ELA. Por conta disso, resolvi apresentar o Projeto de Lei para que o Instituto tenha esse reconhecimento do Poder Público e que ele também possa conseguir mais apoio para uma causa tão nobre”, declarou o autor da iniciativa, Chico Filho (Progressistas).

Por meio de sua assessoria no site do Instituto, Hemerson Casado comentou a aprovação do título de utilidade pública concedido pela Câmara nesta quarta-feira.

“Essa é uma conquista muito importante. A nossa luta não tem sido fácil. É um reconhecimento frente às nossas demandas. Existe muito mais a ser feito, mas receber a utilidade pública significa que estamos no caminho certo”, destacou.

Além do PL de Chico Filho, os vereadores também deliberaram e aprovaram indicações e requerimentos da Ordem do Dia da sessão desta quarta. Entre eles, requerimento do líder do governo na Casa, Samyr Malta (PSDC), de entrega da Comenda Pedro Índio a José Cícero Rocha, Cícero Virgilho da Silva, Ivanildo Antônio da Silva Santos e Rogério Cabral de Oliveira.

Silvania Barbosa (PRTB) também teve requerimento que solicita poda de árvores no entorno da Praça Nossa Senhora de Fátima, no Feitosa. Já Simone Andrade (DEM) conseguiu aprovar indicação para medidas urgentes sobre a iluminação de LED na escadaria João Paulo, próxima à Rua Boa Vista, em Ipioca.

Por fim, o vereador Francisco Sales (PPL) teve requerimento para realização de obras de contenção no Bairro do Tabuleiro do Martins, além de moção de repúdio ao presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, por ações ligadas à Braskem e os bairros do Pinheiro, Bebedouro e Mutange.

TAXISTAS – Após a sessão desta quarta-feira, os vereadores receberam uma comissão de taxistas que estiveram na Câmara para reivindicar a intervenção dos parlamentares em ações da Superintendência Municipal de Transporte e Transito de Maceió. Os taxistas reclamam de multas, abordagens e outras mudanças que foram feitas, segundo os profissionais, na legislação de maneira ilegal. Ficou definido no encontro que os taxistas formalizem as denúncias e entreguem à Casa de Mário Guimarães para que eles possam buscar entendimento com o Executivo.

Câmara Instituto Hemerson Casado PL utilidade pública

Veja Também

Comentários