EDUCAÇÃO

Educação de Maceió discute referencial para ensino de jovens e idosos

Referencial avalia questões relacionadas às modalidades de ensino que serão construídas em consonância com a BNCC

POR: Secom Maceió
Estudantes da Escola Municipal Francisco Melo
Marco Antônio/ Secom Maceió

Desde maio deste ano, o Referencial Curricular de Maceió vem sendo discutido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), que avalia questões relacionadas às modalidades de ensino que serão construídas em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O Referencial Curricular de Maceió trata sobre ensino de jovens e idosos, educação especial, educação infantil e ensino fundamental.

No mês passado, um seminário discutiu a construção do referencial, quando os documentos curriculares já existentes na rede municipal de Ensino da capital foram comparados com as diretrizes da BNCC, instituída em 2017 pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). Nas reuniões, houve socialização de temas contemporâneos transversais e avaliação para a aprendizagem e planejamento.

Como em Maceió o sistema de ensino é municipalizado, cabe ao Município discutir os documentos para traçar o referencial curricular. “É um trabalho que envolve toda a equipe da Semed, representações do Conselho Municipal de Educação, da Diretoria Geral de Ensino da secretaria, de todos os segmentos da diretoria de gestão, além de professores e técnicos. São nove componentes curriculares muito significativos”, explica a coordenadora do departamento de Ensino Fundamental da Semed, Maria José Alves Costa, que participa da construção do documento.

Foram feitas apresentações desses temas voltados para as diversidades, direitos humanos e tecnologias, entre outros pontos. “A fase atual do trabalho está na compilação das informações dos grupos de trabalho, para disponibilização para consulta pública para, em seguida, sistematizar a versão preliminar. Essa versão será validada pela secretária de Educação, Ana Dayse e, em seguida, irá para revisão da equipe técnica antes do envio para o Conselho Municipal de Educação”, complementa Maria José Alves.

BNCC educação Semed

Veja Também

Comentários