CRIME DE TRÂNSITO

Família de gestante atropelada quer que condutor seja levado a júri

Advogado que representa a vítima diz que vai ingressar com pedido de indenização

POR: Redação, com assessoria
Acidente parque shopping
Cortesia

A depender das consequências, a família da jovem Rayane Daniela da Costa, de 23 anos, a gestante que foi atropelada por um veículo desgovernado no último fim de semana, quer que o condutor do automóvel envolvido no episódio, identificado pela polícia como sendo Arthur Fontes de Alcântara Brandão, seja submetido a júri popular.

Além disso, o advogado que representa a vítima, Thiago Pinheiro, já está tomando as providências no sentido de ingressar na Justiça com pedido de indenização por danos materiais e morais causados durante e após o acidente. 

As razões que motivam a família da gestante a tomar estas medidas levam em conta as circunstâncias do fato. A vítima foi atingida em cheio pelo veículo de modelo HB20, de cor branca, enquanto caminhava numa calçada próxima ao shopping de Cruz das Almas. Internada até esta quarta-feira no Hospital Geral do Estado (HGE), ela foi socorrida inconsciente com traumatismo cranioencefálico e trauma no tórax. O quadro de saúde é grave, mas estável.

A Polícia Civil confirmou que o condutor do carro dirigia sob efeito de álcool, fato que por si só já pode ser caracterizado como crime de trânsito. O advogado Thiago Pinheiro explica que a guarnição da Polícia Militar que atendeu esta ocorrência também atestou os sinais de embriaguez. 

“Os policiais perceberam no momento os sinais pelo hálito e pela fala mal articulada do condutor. Por isso, a família estuda, a depender do que acontecer com a Rayane e o desenrolar dos fatos, pedir que o suspeito seja levado a júri em razão da relação álcool e direção”, explicou o advogado. Segundo ele, com base no que apurou junto à polícia, o próprio autor também confessou a ingestão de bebida alcoólica antes de dirigir.

Pinheiro salientou, ainda, que vai cobrar celeridade tanto da conclusão das investigações deste caso quanto do futuro processo penal a ser aberto na Justiça.

atropelamento Gestante juri

Veja Também

Comentários