balanço

Sobe para 15 o número de presos na “Operação Casmurros”

PF divulgou balanço na ação que investigou fraudes no processo de licitação no transporte escolar

POR: 7Segundos , Assessoria
Coletiva de imprensa da operação Casmurros
Angelo Farias/7Segundos

A Polícia Federal em Alagoas divulgou no fim da tarde desta quarta-feira (11) o balanço da Operação Casmurros deflagrada no início da semana que investigou fraudes no processo de licitação no transporte escolar do Estado.

Foram cumpridos 26 mandados de busca e apreensão e o número de prisões temporárias cresceu de sete para 15, onde seis deles são servidores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Está na sede da superintendência para perícia, 15 HDs, 22 aparelhos celulares, 24 pen-drives, um tablete, 19 notebooks, além de dois computadores e documentos, e a quantia de R$ 55.904,00.

Todos os presos foram conduzidos para audiência de custódia na Justiça Federal em Alagoas, e após a audiência de custódia, por determinação judicial, foram reconduzidos para a Sede da PF em Alagoas, onde permanecem à disposição.

A “Operação Casmurros” ocorreu em conjunto com a Controladoria Geral da União em Alagoas e Ministério Público Federal,  nas cidades de Maceió, Arapiraca, Boca da Mata, Rio Largo e São Miguel dos Campos, em decorrência de investigação conduzida em inquérito policial instaurado com o objetivo de apurar desvios de recursos públicos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação Básica (FUNDEB).

Alagoas casmurro Operação transporte

Veja Também

Comentários