ministério da saúde

Alagoas está entre os estados com aumento nos casos de Zika no país

Rio Grande do Norte e Espírito Santo foram os demais que registraram a doença

POR: Marcos Filipe Sousa , Ministério da Saúde
O Aedes Aegypti é o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya
John Tann/Creative Commons

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (12) novos números das doenças relacionadas ao mosquito Aedes aegypti. Alagoas está entre os Estado onde foi registrado maiores aumentos nos casos de Zika.

De acordo com o órgão em 2018 foram 3,4 casos a cada 100 mil habitantes e esse ano já passaram dos 18. Tocantins, Rio Grande do Norte e Espírito Santo foram os demais que registraram a doença.

Os casos da febre chikungunya chegaram a 110.627 em relação ao mesmo período do ano passado, 76.742, ou seja 44,2% de aumento este ano em todo o país. Em Alagoas pulou de 4,2 a cada 100 mil em 2018 para 46,2.

Também ocorreu um aumento nos casos de dengue sendo 48,7 no ano passado para 526,2 só no primeiro semestre deste ano.

Durante o período de seca, a população pode realizar ações de prevenção, basta tirar 10 minutos do dia para verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa, por exemplo. Uma vez por semana, lavar com água, sabão e esfregar com escova os pequenos depósitos móveis, como vasilha de água do animal de estimação e vasos de plantas.

Além disso, é preciso descartar o lixo em local adequado, não acumular no quintal ou jogar em praças e terrenos baldios. Limpar as calhas, retirando as folhas que se acumularam no inverno também é importante para evitar pequenas poças de água. Cada pessoa pode ser um vigilante permanente de atenção à saúde, com isso não teremos dengue, zika e chikungunya.

Alagoas casos zika

Veja Também

Comentários