internet

Nigeriano que cantou hino em vídeo do governo diz que foi enganado

Dammy disse que estava em Brasília no último dia 27 de agosto para renovar seu passaporte no Consulado da Nigéria

POR: Isto É Gente
Dammy disse que estava em Brasília no último dia 27 de agosto para renovar seu passaporte no Consulado da Nigéria
Reprodução

O professor nigeriano Dammy Damilare Falade disse que foi enganado pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) para participar cantando o hino nacional em vídeo lançado pelo governo de Jair Bolsonaro em comemoração ao Dia da Independência. Em entrevista ao  O Globo, ele disse que o vídeo foi feito sem sua autorização.

Dammy disse que estava em Brasília no último dia 27 de agosto para renovar seu passaporte no Consulado da Nigéria e aproveitou as horas livres que tinha antes de voltar para Salvador, onde mora, para conhecer a cidade.

Segundo o professor, em frente ao Museu Nacional ele viu um grupo com câmeras que diziam que estavam “fazendo um documentário sobre o hino nacional.” Foi então que pediram para ele tentar a composição. Dammy disse detesta “tudo o que o governo representa” e que não tinha intenção de aparecer em um vídeo institucional do governo de Jair Bolsonaro. Ele disse que vai ver com seu advogado “quais medidas pode adotar agora”.

A EBC disse ao Globo que seus profissionais estavam “devidamente uniformizados e identificados com crachá, com equipamentos de gravação e que foi informado que o vídeo institucional, sem fins comerciais, estava sendo produzido para divulgação da Presidência da República”. No entanto, não foi confirmado se ouve uma autorização de Dammy por escrito.

Hino nigeriano Vídeo

Veja Também

Comentários