EM MACEIÓ

Além das festas LGBT+, jovens se reúnem para jogar gaymado e ocupar espaços

Partida aberta ocorre nesta segunda-feira (16), no Conj. José Tenório

POR: Tais Albino
Jovens LGBTQ+ que vão além das festas: gaymado é o novo meio de ocupar espaços
Reprodução/ Redes sociais

Cansados da predominância das festas e baladas noturnas [como o principal entretenimento para o público LGBTQ+] em Maceió, jovens universitários resolveram aderir à moda que vem ganhando adeptos em todo país: as partidas de "gaymado".

O grupo decidiu juntar o queimado, esporte que todos os participantes praticavam durante a infância, com um nome que pudesse atrair e acolher a comunidade. Iniciativas do tipo já são praticadas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

De acordo com um dos idealizadores, o contador e universitário Reynald Lessa, a ideia começou de forma despretensiosa entre amigos, mas com intenção de expandir para toda a comunidade. Porém, quando um vídeo de uma das partidas viralizou em todo país, eles souberam que era a hora certa.

“Quando o vídeo viralizou, decidimos ‘precisamos abrir logo’. Foram quase um milhão de visualizações no Twitter e diversos pedidos para participar na nossa conta no Instagram”, contou. A conta oficial do grupo “gaymadomcz” acumula quase mil seguidores no Instagram.

As partidas começaram há cinco meses e, com a notícia se espalhando entre amigos e conhecidos, 50 pessoas em média já participam.

“Queríamos fazer algo diferente, nosso grupo estava saturado de festas e queríamos ocupar novos espaços. Acrescentamos o esporte para agregar. Todo LGBTQ+ já jogou queimado na infância”, explicou.

Para incrementar o jogo, o grupo criou uma playlist em um aplicativo de streaming de música e todos participantes podem adicionar faixas.

A primeira partida aberta ao público ocorre nesta segunda-feira (16), às 14h, na quadra do Conjunto José Tenório.

Conj. José Tenório gaymado LGBTQ+ Maceió

Veja Também

Comentários