na SEGUNDA

TJ e Prefeitura de Maceió assinam convênio para criar república acolhedora

Objetivo é garantir moradia para jovens egressos de abrigos de Maceió

POR: Assessoria
Em um mês, seis moradores de rua foram vítimas de homicídio em Maceió
Ilustração

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Tutmés Airan, e o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, assinam, nesta segunda-feira (23), convênio de cooperação técnica para a criação de uma república que deverá acolher jovens egressos de abrigos. A solenidade terá início às 9h30, na sede do TJAL.

O objetivo é garantir moradia digna para aqueles jovens que não foram adotados e precisam deixar os abrigos por terem atingido a maioridade. Na república acolhedora, eles terão acesso a cursos e palestras. Além disso, empresas privadas serão estimuladas a contratá-los.

Também participam da assinatura do convênio a coordenadora da Infância e Juventude de Alagoas, juíza Fátima Pirauá, e o secretário municipal de Assistência Social, Marcelo Palmeira.

convênio moradores de rua república acolhedora TJ

Veja Também

Comentários