investigação

Delegada pede entrada da Corregedoria da PM em caso de militar que matou motociclista

Tacyane ressaltou que outras pessoas poderiam ter sido atingidas pelos tiros deflagrados pelo militar

POR: Marcos Filipe Sousa
Delegada Tacyane Ribeiro
Ascom/PC

Com as imagens de circuito de câmeras e os primeiros depoimentos, a delegada Tacyane Ribeiro, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), irá solicitar a entrada da Corregedoria da Polícia Militar (PM) no caso do cabo Clevison de Almeida Teixeira envolvido na morte do motociclista Marcos Firmino dos Santos.

Tacyane ressaltou que outras pessoas poderiam ter sido atingidas pelos tiros deflagrados pelo militar e focou na atuação ilegal do militar usando uma arma pertencente à Polícia Militar.

“Ele estava fazendo bico ilegal e com a arma da corporação. Já entrei em contato com a Corregedoria pedindo a abertura de uma investigação deles. Uma cópia do inquérito já foi encaminhada”, colocou. 

A delegada reforçou que o cabo foi “irresponsável” quando disparou na via pública. “Uma avenida bastante movimentada”.

Clevison de Almeida atua em São Miguel dos Campos e se apresentou na tarde desta terça-feira (24) à Polícia Civil.

No último domingo (22) durante um assalto, ele acabou disparando na Avenida Gustavo Paiva, no bairro da Cruz das Almas, atingindo e matando Marcos Firmino que estava indo buscar a esposa.

cabo matar motociclista padeiro polícia militar

Veja Também

Comentários