investigação

Mãe de criança morta acredita em ritual de magia; polícia não descarta possibilidade

Corpo foi encontrado sem vestígios de sangue no bairro Clima Bom

POR: 7Segundos
Família de de Danilo de Almeida Campos, 7 anos, durante o sepultamento da criança
Cortesia

A mãe da criança de 7 anos, que foi encontrada morta no bairro do Clima Bom, acredita que ele pode ter sido assassinado em um ritual de magia, por causa da ausência de sangue no corpo e ferimentos de arma branca.

O Instituto Médico Legal (IML) deve divulgar, em breve, uma nota com os detalhes sobre a causa da morte de Danilo de Almeida Campos. Segundo a assessoria, há informações falsas e especulações sobre a forma em que a vítima foi morta.

Em entrevista à imprensa, Darcinéia Almeida contou que chegou a acreditar que o filho estava vivo, mas, ao chegar ao local, encontrou o corpo.

“Meu filho não fazia mal a ninguém. Era tranquilo e brincava. Quero justiça”, afirmou.

Durante coletiva de imprensa, o delegado Bruno Emilio, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP) da Capital, disse que não descartava a possibilidade de a criança ter sido morta em um ritual de magia. As investigações continuam.

Crime

Na sexta-feira (11), Danilo de Almeida Campos, 7 anos, desapareceu quando foi entregar um talher para o padrasto, ao lado do irmão gêmeo, no bairro do Clima Bom. 

Segundo as primeiras informações, ele se distraiu com a apresentação de uma banda fanfarra e foi levado por uma mulher de cabelos verdes, que conduzia uma bicicleta. Ela também teria tentado levar o irmão dele, mas ele conseguiu fugir.

O corpo foi encontrado no sábado (12), com ferimentos de arma branca e sem vestígios de sangue.

 

 

bairro do Clima Bom criança morta delegacia de homicídios ritual de magia

Veja Também

Comentários