FIM DE ANO

Comércio varejista alagoano deve contratar 1.400 temporários

O número de vagas é o mesmo do ano passado. Já o volume de vendas para o Natal deve ultrapassar R$ 300 milhões

POR: Fecomércio Alagoas
Centro de Maceió
Assessoria

As festas de final de ano devem disponibilizar 1.400 vagas para contratações temporárias no varejo alagoano. O número é fruto da análise realizada pelo Instituto Fecomércio Alagoas, em parceria com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O Instituto Fecomércio aponta para uma estabilidade no número de contratação de funcionários temporários em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o assessor econômico da Fecomércio, Felippe Rocha, embora o número de contratações temporárias sejam os mesmos em 2018 e 2019, supera os anos de depressão econômica registrados entre 2014 a 2017. “O que de certa forma pode ser considerado positivo, pois a contratação de temporários ajudará a injetar renda e consumo na economia do Estado”, explica.

O economista afirma que a timidez nas contratações é explicada pelo comportamento do comércio varejista este ano. Conforme a pesquisa mensal do setor, divulgada pelo IBGE, as vendas caíram 3%, entre janeiro a agosto, comparado ao mesmo período do ano passado.

No mesmo período, o setor de comércio do Estado desempregou cerca de 2.036 pessoas, demonstrando que a economia ainda está frágil. “Não podemos deixar de enxergar de forma positiva o nível de contratação de temporários repetir o ano anterior e ser maior do que nos piores anos de crise econômica do país”, reforça Felippe.

O assessor econômico da Fecomércio ressalta que ao considerar os dados acima, mesmo com queda nas vendas este ano e com mais desligamentos do que admissões, a projeção de crescimento do faturamento do setor no Natal é de alta de 0,2%. “O que podemos considerar como crescimento nulo ou estagnado. O Natal alagoano deverá movimentar cerca de R$ 313,7 milhões”, estima.

contratações temporárias emprego Fecomércio final de ano varejo

Veja Também

Comentários