Greve

Detran pode parar as atividades em Alagoas por tempo indeterminado

De acordo com o diretor do Sinsdal, Alberto Martins, já está prevista uma paralisação estadual na quinta-feira (24)

POR: 7 Segundos
Sede do Detran Alagoas, em Maceió
Reprodução/Internet

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran-AL), estão em negociação, através do Sindicato dos Servidores do Detran-AL (Sinsdal), com o Governo de Alagoas. Na próxima terça-feira (22) uma audiência está marcada com o secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, no Palácio do Governo.

De acordo com o diretor do Sinsdal, Alberto Martins, já está prevista uma paralisação estadual na quinta-feira (24), e caso não haja negociação no dia 22, a greve será decretada.

“Nessa audiência temos a expectativa de que finalmente haja uma solução, uma proposta do governador Renan Filho, essa negociação que já dura quatro anos, com duas greves, esse ano inteiro sentamos com vários secretários e até agora nada, nossa paciência naturalmente chegou ao limite a categoria decidiu que no próximo dia 24 vai estar reunida no edifício sede do Detran, em Maceió, para avaliar a proposta do dia 22, e caso não haja proposta vamos decretar greve por tempo indeterminado, repito há um indicativo de greve por tempo indeterminado, caso não haja proposta do governo em audiência no Palácio”, afirma Alberto Martins.

A maior reivindicação da categoria é a equiparação do salário com os da segurança pública, segundo o diretor, “nós queremos ganhar pelo menos o que ganha os nossos iguais da segurança pública, nós queremos ganhar o que ganha um agente penitenciário, um policial civil e um soldado da polícia militar, pelos menos a equiparação salarial com os nossos iguais da segurança pública”.

Também estão entre as reivindicações: concurso para no mínimo 160 servidores, e autonomia administrativa e financeira. “Para que ´órgão pare de mandar tanto dinheiro para outras secretarias e passe a investir no órgão, para construção de novas Ciretrans, nós entendemos que para melhorar o atendimento ao usuário a população deve estar a menos de 100 km de um Ciretran e para isso temos que construir mais quaro, no Agreste, Sertão, Zona da Mata e Litoral Norte”, finalizou Alberto Martins.

7 segundos Alagoas Detran Filho greve paralisação renan servidores trânsito

Veja Também

Comentários